Covid-19: Balanço contabiliza 3.824.885 mortes desde o início da pandemia

A pandemia do novo coronavírus fez pelo menos 3.824.885 mortos e 176.566.650 casos de infeção em todo o mundo desde que a doença foi detetada na China em dezembro de 2019, segundo a AFP.

Covid-19: Balanço contabiliza 3.824.885 mortes desde o início da pandemia

Covid-19: Balanço contabiliza 3.824.885 mortes desde o início da pandemia

A pandemia do novo coronavírus fez pelo menos 3.824.885 mortos e 176.566.650 casos de infeção em todo o mundo desde que a doença foi detetada na China em dezembro de 2019, segundo a AFP.

Paris, 16 jun 2021 (Lusa) – A pandemia do novo coronavírus fez pelo menos 3.824.885 mortos em todo o mundo desde que a doença foi detetada na China em finais de dezembro de 2019, de acordo com o balanço da France-Presse. 

Mais de 176.566.650 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da pandemia.

Estes valores têm como base os balanços comunicados diariamente pelas autoridades sanitárias dos vários países, mas excluem as revisões realizadas posteriormente por alguns organismos.

De acordo com o relatório epidemiológico semanal da Organização Mundial de Saúde (OMS), as infeções globais por covid-19 caíram 12% na última semana, com mais de 2,6 milhões de novos casos, a menor incidência semanal registada desde fevereiro.

Todas as regiões baixaram em número de casos, exceto África, que registou um aumento de 44% nos últimos sete dias, assim como um aumento de 20% no número de mortes.

A OMS estima, tendo em conta a mortalidade direta ou indireta relacionada com a covid-19, que o balanço da pandemia pode ser duas ou três vezes mais elevado do que é oficialmente recenseado.

Uma parte relevante dos casos menos graves ou assintomáticos continua por detetar, apesar de os meios de despistagem terem sido incrementados em muitos países em todo o mundo.

Segundo o balanço da AFP, na terça-feira morreram 10.607 pessoas por SARS CoV-2 e contabilizaram-se 374.411 casos, a nível global.

Os países que registaram mais mortes por covid-19 nos últimos balanços foram a Índia com 2.542 óbitos, o Brasil (2.468) e a Colômbia (599).

Os Estados Unidos são o país mais afetado tanto em número de mortos como no número de infeções, com 600.285 óbitos e 33.486.101 infeções, de acordo com a contagem da universidade Johns Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, os países mais atingidos pela doença são o Brasil com 490.696 mortos e 17.533.221 casos, Índia com 379.573 óbitos (29.633.105 casos), o México com 230.428 mortos (2.459.601 infeções) e o Peru com 189.261 mortos (2.007.477 casos).

Entre os países mais duramente atingidos, o Peru é o que lamenta o maior número de mortos tendo em conta a população, com 574 mortos por 100 mil habitantes, seguido pela Hungria (310), a Bósnia (291), a República Checa (283) e a Macedónia do Norte (263).

A América Latina e as Caraíbas totalizam 1.227.666 mortos e 35.290.967 casos, a Europa com 1.153.484 mortos (53.705.882 casos), os Estados Unidos e o Canadá com 626.247 mortos (34.889.794 casos), a Ásia com 544.061 mortos (38.590.188 casos), o Médio Oriente com 146.799 mortos (8.957.414 infetados), África com 135.520 mortos (5.081.711 casos) e a Oceânia com 1.108 mortos (50.703 casos).

Este balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da OMS.

Devido a correções e publicações tardias por parte das autoridades os números relativos ao aumento dos valores nas últimas 24 horas podem não corresponder exatamente aos que foram publicados no dia anterior.

AXYG // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS