Covid-19: Autoridades timorenses anunciam mais sete casos em Díli

As autoridades timorenses anunciaram hoje terem detetado sete novos casos da covid-19 em Díli, seis dos quais detetados na zona oriental da cidade em rastreios a contactos de dois casos detetados no fim de semana.

Covid-19: Autoridades timorenses anunciam mais sete casos em Díli

Covid-19: Autoridades timorenses anunciam mais sete casos em Díli

As autoridades timorenses anunciaram hoje terem detetado sete novos casos da covid-19 em Díli, seis dos quais detetados na zona oriental da cidade em rastreios a contactos de dois casos detetados no fim de semana.

“Depois de terem sido detetados os dois casos no suco de Madohi e no âmbito do processo de rastreio de contactos, as equipas conjuntas detetaram mais seis casos”, disse o coordenador da equipa para a Prevenção e Mitigação da covid-19 da Sala de Situação do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC), Rui Araújo.

“Ao mesmo tempo e no âmbito do rastreio aleatório de contactos, foi detetado outro caso no bairro de Bebonuk”, disse, referindo-se a um caso que já tinha sido noticiado hoje pela Lusa.

Rui Araújo disse que os casos de Madohi e Bebonuk não estão relacionados, confirmam agora a existência de dois focos diferentes e que as autoridades epidemiológicas estão a continuar rastreio de contactos.

“Não sabemos ainda a origem dos casos, que indiciam transmissão comunitária”, disse.

“As pessoas devem manter-se confinadas e evitar sair de casa exceto em situações de necessidade básica. Isso permitirá às equipas continuar o processo de rastreio para detetar a origem destes casos e identificar possíveis infetados”, afirmou.

Rui Araújo explicou que nos últimos dias foram recolhidas centenas de amostras que estão a ser analisadas pelo Laboratório Nacional e que os resultados continuarão a ser revelados assim que forem conhecidos.

Os dois casos foram detetados na zona de Tasi Tolu, na saída ocidental da capital, durante uma operação de testagem em massa e aleatória conduzida no final da semana passada.

A zona deste foco, onde os casos foram detetados é a mesma onde reside uma mulher infetada e cujo caso só foi detetado no final da semana passada depois dessa pessoa ter viajado num autocarro público para a segunda cidade, Baucau.

Imediatamente depois da deteção desse caso, as autoridades realizaram testes a contactos imediatos da paciente infetada, entre os quais alguns na aldeia de Terra Santa, suco Madohi, próximo de Tasi Tolu.

Posteriormente, foi feito um amplo rastreio em massa a habitantes da zona de Madohi durante o qual foram testadas quase 300 pessoas.

A zona de Tasi Tolu é uma das mais movimentadas da cidade, sendo um dos pontos de partida mais importantes para autocarros e outros transportes entre Díli e o resto do país, com a população da zona a crescer significativamente na última década.

No que toca aos dois focos na região de Covalima, que está sob cerca sanitária, Rui Araújo disse que não foram detetados para já mais casos positivos, mas que a análise vai continuar para decidir sobre o futuro da cerca na região.

Com os novos casos anunciados, Timor-Leste tem atualmente 35 casos confirmados da covid-19.

A deteção do cluster em Madohi, na saída ocidental da capital, levou o Governo a implementar a partir das 00:00 de terça-feira, hora local (15:00 de hoje em Lisboa), uma cerca sanitária e confinamento obrigatório em todo o município de Díli durante pelo menos uma semana, período que pode ser alargado por mais sete dias.

 

ASP // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS