Australianos eliminam coronavírus ‘in vitro’ com medicamento antiparasitário

Uma equipa de investigadores australianos afirma ter demonstrado que a ivermectina, um medicamento antiparasitário, pode eliminar o novo coronavírus em 48 horas em provas “in vitro”.

Australianos eliminam coronavírus ‘in vitro’ com medicamento antiparasitário

Australianos eliminam coronavírus ‘in vitro’ com medicamento antiparasitário

Uma equipa de investigadores australianos afirma ter demonstrado que a ivermectina, um medicamento antiparasitário, pode eliminar o novo coronavírus em 48 horas em provas “in vitro”.

Uma equipa de investigadores australianos afirma ter demonstrado que a ivermectina, um medicamento antiparasitário, pode eliminar o novo coronavírus em 48 horas em provas “in vitro”, de acordo com um estudo publicado pela Antiviral Research.

LEIA DEPOIS
Meteorologia: Previsão do tempo para domingo

Os especialistas da Universidade australiana de Monash, Melbourne, advertem que as provas foram realizadas em culturas celulares e que ainda não é possível realizar ensaios em seres humanos.

Uma dose de ivermectina “pode deter o crescimento do SARS-CoV-2 numa cultura celular, erradicando de maneira efetiva todo o material genético do vírus num prazo de 48 horas”.

O próximo passo, assinala a universidade num comunicado, “é determinar a dose humana correta”. O uso da ivermectina para combater a covid-19 depende das provas pré-clínicas e dos ensaios clínicos. Para tal, a universidade afirma que “necessita urgentemente de financiamento para avançar com o trabalho”.

O fármaco, aprovado pela Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) já demonstrou ser eficaz “in vitro” contra uma “ampla gama de vírus”, incluindo o VIH, o dengue, a gripe e o vírus Zika.

A responsável principal do estudo da Universidade de Monhash, Kylie Wagstaff, explicou que “apenas uma dose pode eliminar todo o ARN viral em 48 horas e que em 24 horas já se nota uma redução significativa”, nos ensaios “in vitro”.

“Nos tempos em que vivemos – de pandemia – e em que não existe um tratamento aprovado, se tivéssemos um composto que já estivesse disponível em todo o mundo, as pessoas poderiam ser ajudadas. Mas sendo realistas vai ser preciso tempo para que uma vacina esteja amplamente disponível”, disse a investigadora.

Apesar de não se conhecer o mecanismo em que a ivermectina atua no coronavírus, tendo em conta a ação em outros vírus, “é provável que funcione para deter a capacidade do vírus e de travar a capacidade das células para o eliminar”, disse ainda Wagstaff.

O uso deste medicamento para combater a covid-19 depende, segundo a cientista, dos resultados de mais provas pré-clínicas e, em último caso, de ensaios clínicos, possíveis pelo financiamento “que se torna urgente” para continuar a investigação.

LEIA MAIS
Ministra diz que cada português infetado contagiou «pouco menos de duas pessoas»

Leia a a sua revista sem sair de casa

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

Eis os passos a seguir:

1 – Aceda a www.lojadasrevistas.pt

2- Escolha a sua revista

3 – Clique em COMPRAR

4 – Clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA

5 – Introduza os seus dados e escolha o método de pagamento

6 – Não tem conta PayPal? Não há problema! Pode pagar através de transferência bancária!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

Impala Instagram


RELACIONADOS