Covid-19: Austrália vai exigir testes negativos a viajantes chineses

A Austrália anunciou que vai exigir testes negativos à covid-19 aos viajantes oriundos da China, citando uma “falta de informação completa” de Pequim sobre a vaga de infeções no país.

Covid-19: Austrália vai exigir testes negativos a viajantes chineses

Covid-19: Austrália vai exigir testes negativos a viajantes chineses

A Austrália anunciou que vai exigir testes negativos à covid-19 aos viajantes oriundos da China, citando uma “falta de informação completa” de Pequim sobre a vaga de infeções no país.

A medida, que entra em vigor na quinta-feira, foi concebida para “proteger a Austrália do risco de potenciais novas variantes” e “a consequência da rápida evolução da situação na China”, disse o Ministro da Saúde australiano, Mark Butler.

Três anos depois de terem surgido os primeiros casos de coronavírus, em Wuhan (centro), a China pôs fim à política “zero covid”, sem aviso prévio, a 07 de dezembro.

Desde que as restrições foram levantadas, os hospitais chineses têm registado um afluxo de doentes.

“Esta medida é uma resposta à onda significativa de infeções de covid-19 na China e ao potencial para o aparecimento de variantes do vírus nesse país”, disse Butler.

“Felizmente, na Austrália temos acesso a vacinas e tratamentos e temos uma forte imunidade populacional”, acrescentou.

Mais de 97% dos adultos australianos receberam pelo menos uma dose de vacina contra a covid-19.

A Austrália junta-se assim a vários países europeus, incluindo França e Itália, bem como aos Estados Unidos, ao Japão, ao Canadá e Marrocos, na sequência de anúncios de que vão exigir testes negativos aos passageiros oriundos da China.

Por seu lado, os Estados-membros da União Europeia vão debater uma resposta comum na quarta-feira, anunciou no sábado a Suécia, que detém a presidência semestral da UE a partir de hoje.

EJ // EJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS