Covid-19: Angola registou mais 80 infeções e um óbito devido ao novo coronavírus

Angola registou 80 novos casos positivos de covid-19 e mais um óbito, e o primeiro caso de recuperação de um doente submetido à ventilação mecânica invasiva, informaram hoje as autoridades sanitárias angolanas.

Covid-19: Angola registou mais 80 infeções e um óbito devido ao novo coronavírus

Covid-19: Angola registou mais 80 infeções e um óbito devido ao novo coronavírus

Angola registou 80 novos casos positivos de covid-19 e mais um óbito, e o primeiro caso de recuperação de um doente submetido à ventilação mecânica invasiva, informaram hoje as autoridades sanitárias angolanas.

Segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública de Angola, Franco Mufinda, do total de casos, 47 do sexo masculino e 33 feminino, com idades entre 1 e 87 anos, três foram registados na província de Benguela, nove no Zaire, um em Cabinda e os restantes em Luanda, capital do país.

Franco Mufinda informou que se registou mais um óbito, de um cidadão nacional, de 40 anos, tendo sido dadas como recuperadas, nas últimas 24 horas, 13 pessoas.

As províncias do Namibe, Lunda Sul, Cuando Cubango e Huambo são as províncias que até à data presente não registaram ainda casos do novo coronavírus.

“Com os números avançados, temos por agora o total de 2.551 casos, 107 óbitos, 1.041 recuperados e 1.403 ativos, dos quais duas pessoas são críticas, sob ventilação mecânica invasiva, 23 graves, 36 moderados, 45 leves e 1.301 assintomáticos”, indicou o governante angolano.

No domínio laboratorial, foram processadas, nas últimas 24 horas, 583 amostras, totalizando 56.245 amostras processadas até à data.

O secretário de Estado para a Saúde Pública destacou o registo de “um caso de sucesso”, nomeadamente a alta clínica concedida ao primeiro doente, que se encontrava sob ventilação mecânica invasiva.

“Ficou entubado e ventilado durante sete dias e permaneceu 21 dias nos cuidados intensivos”, frisou.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 838 mil mortos e infetou mais de 24,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

NME // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS