Covid-19: Angola registou 49 novas infeções e mais um óbito

Angola registou hoje 49 casos positivos e um óbito devido ao novo coronavírus, atingindo o cumulativo de 2.332 infeções e 103 mortes, informaram as autoridades sanitárias do país.

Covid-19: Angola registou 49 novas infeções e mais um óbito

Covid-19: Angola registou 49 novas infeções e mais um óbito

Angola registou hoje 49 casos positivos e um óbito devido ao novo coronavírus, atingindo o cumulativo de 2.332 infeções e 103 mortes, informaram as autoridades sanitárias do país.

Segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, seis do total de casos registados nas últimas 24 horas foram notificados no município do Soyo, província do Zaire, e os restantes na capital do país, Luanda.

Franco Mufinda referiu ainda que os novos casos de covid-19 dizem respeito a 32 homens e 17 mulheres, com idades entre os 12 e 91 anos.

Relativamente ao óbito, trata-se de uma mulher angolana, de 66 anos.

O secretário de Estado para a Saúde Pública destacou também a recuperação de 35 pessoas, totalizando agora 946 pacientes recuperados, estando ainda ativos 1.283 casos.

Destes casos ativos, cinco estão em estado crítico, 17 são graves, 34 moderados, 40 ligeiros e a maioria assintomática, acrescentou Franco Mufinda.

Nas últimas 24 horas, e no âmbito da atividade laboratorial, na base da biologia molecular foram processadas 493 amostras por RT-PCR, sendo 49 positivas, atingindo com estes números o cumulativo de 54.621 amostras processadas.

No sábado, terá início, depois dos efetivos da Polícia Nacional, a testagem serológica em massa de 5.000 taxistas, na primeira fase, ação que será feita em articulação com o Governo Provincial de Luanda e a Associação de Taxistas de Luanda.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 820 mil mortos e infetou mais de 23,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

NME // SR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS