Covid-19: Angola com 205 novas infeções e quatro óbitos nas últimas 24 horas

Angola registou 205 novos casos de covid-19, quatro óbitos e 57 recuperados, nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública hoje divulgado.

Covid-19: Angola com 205 novas infeções e quatro óbitos nas últimas 24 horas

Covid-19: Angola com 205 novas infeções e quatro óbitos nas últimas 24 horas

Angola registou 205 novos casos de covid-19, quatro óbitos e 57 recuperados, nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública hoje divulgado.

Os dados apontam que 80 infeções foram registadas em Luanda, 64 na Huíla, 17 no Cunene, 17 no Moxico, 12 no Zaire, 11 na Lunda Sul, duas no Uíje, uma em Benguela e uma no Huambo, sendo 125 do sexo masculino e 80 do sexo feminino, com idades que variam entre dois meses e 86 anos.

Quanto aos óbitos, morreram dois homens e duas mulheres, com idades compreendidas entre 20 e 86 anos. As mortes foram notificadas nas províncias do Bié, Huambo, Moxico e Luanda.

Relativamente aos recuperados, foram reportados em Cunene (18), Moxico 816), Huíla (14), Benguela (quatro), Lunda Norte (três) e Luanda (dois), com idades entre os 15 dias e os 87 anos.

Com os dados das últimas 24 horas, Angola passou a contabilizar um total de 44.533 casos de covid-19 desde o início da pandemia, 1.086 óbitos, 41.392 recuperados.

Estão ativos 2.055 casos, dos quais 16 críticos, 25 graves, 75 moderados, 13 leves e 1.926 assintomáticos.

Cento e cinquenta e quatro pessoas estão internadas, 215 em quarentena institucional e sob vigilância epidemiológica encontram-se 694 contactos.

Nas últimas 24 horas, os laboratórios processaram 2.396 amostras por RT-PCR, num total de 854.913 análises realizadas até à presente data, com uma taxa de positividade de 5.2%.

Nos pontos de entrada e saída de Luanda, capital de Angola, foram testadas 498 pessoas, com recurso a testes de antigénio.

A covid-19 provocou pelo menos 4.333.013 mortes em todo o mundo, entre mais de 205,3 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse, divulgado na sexta-feira.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

NME // VAM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS