Covid-19: Angola com 150 novas infeções e oito óbitos nas últimas 24 horas

Angola registou 150 novos casos de covid-19, oito óbitos e 103 recuperações da doença, nas últimas 24 horas, refere o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública hoje divulgado.

Covid-19: Angola com 150 novas infeções e oito óbitos nas últimas 24 horas

Covid-19: Angola com 150 novas infeções e oito óbitos nas últimas 24 horas

Angola registou 150 novos casos de covid-19, oito óbitos e 103 recuperações da doença, nas últimas 24 horas, refere o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública hoje divulgado.

Os casos positivos são referentes a 14 das 18 províncias do país, com o maior número de casos reportados na província de Luanda (72), seguindo-se Huambo (15) e Bié (14), entre 1 e 74 anos, sendo 83 do sexo masculino e 67 do sexo feminino.

Os óbitos, cinco homens e três mulheres, dos 18 aos 93 anos, foram registados nas províncias da Lunda Sul (dois), Malanje (dois), Bié, Benguela, Luanda e Moxico (um cada).

No mesmo período, foram consideradas recuperadas 103 pessoas, entre 9 meses e 71 anos, sendo 36 na Lunda Norte, 24 no Moxico, 13 na Lunda Sul, 10 no Cunene, quatro no Cuando Cubango, igual número na Huíla e no Zaire, três em Benguela e em Luanda, e uma no Bié e no Huambo.

Angola apresenta um quadro epidemiológico que totaliza 45.325 casos positivos, 1.133 óbitos, 42.080 recuperados da doença e 2.112 ativos, dos quais oito em estado crítico, 25 graves, 50 moderados, 30 leves e 1.999 assintomáticos, estando internadas 113 pessoas, em quarentena institucional 227 e sob vigilância epidemiológica 738 contactos. 

Quantos aos testes, os laboratórios processaram, nas últimas 24 horas 2.802 amostras por RT-PCR, perfazendo o cumulativo de 871.874 amostras processadas, com uma taxa de positividade de 5,2%. 

Nos pontos de entrada e saída de Luanda, foram testadas, no período em referência, 423 pessoas na base do teste de antigénio. 

A covid-19 provocou pelo menos 4.392.364 mortes em todo o mundo, entre mais de 209,2 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse. 

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

NME // LFS 

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS