Covid-19: Alemanha regista quase 1.500 novos casos e mais quatro mortes num dia

A Alemanha identificou, nas últimas 24 horas, um aumento de 1.499 novos casos de covid-19, para um total de 252.298, somando mais quatro vítimas mortais para 9.329 desde o início da pandemia.

Covid-19: Alemanha regista quase 1.500 novos casos e mais quatro mortes num dia

Covid-19: Alemanha regista quase 1.500 novos casos e mais quatro mortes num dia

A Alemanha identificou, nas últimas 24 horas, um aumento de 1.499 novos casos de covid-19, para um total de 252.298, somando mais quatro vítimas mortais para 9.329 desde o início da pandemia.

De acordo com a página oficial do Instituto Robert Koch (RKI), são agora cerca de 226.500 os casos considerados curados, com uma subida de 1.500 casos em relação ao dia anterior.

A chanceler, Angela Merkel, propôs hoje melhorias nas redes e na comunicação digital para tentar conter a propagação da covid-19.

Merkel reuniu-se virtualmente com os representantes das regiões e dos municípios do país, responsáveis pela pasta da saúde,

“O vosso trabalho tem sido excecional”, sublinhou Merkel, ressalvando que “a infraestrutura técnica” e as “possibilidades de comunicação digital ficam aquém do desejado”.

Segundo um estudo revelado hoje, a maioria dos alemães está satisfeita com as medidas tomadas para conter o vírus, especialmente a nível local.

Cerca de 60% dos inquiridos assumem que as regras funcionaram “completamente” ou “quase sempre”, esclarece a sondagem do instituto Civey. A aprovação foi maior nos estados federados da Alemanha Oriental, com 63,6%.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 889.498 mortos e infetou mais de 27,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.843 pessoas das 60.507 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

JYD // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS