Covid-19: África regista 8.511.777 casos e 218.950 mortes desde início da pandemia

O continente africano regista 8.511.777 casos de covid-19 desde o início da pandemia, 218.950 mortes associadas à doença e 7.915.223 pessoas recuperadas da infeção – dados oficiais.

Covid-19: África regista 8.511.777 casos e 218.950 mortes desde início da pandemia

Covid-19: África regista 8.511.777 casos e 218.950 mortes desde início da pandemia

O continente africano regista 8.511.777 casos de covid-19 desde o início da pandemia, 218.950 mortes associadas à doença e 7.915.223 pessoas recuperadas da infeção – dados oficiais.

Lisboa, 04 nov 2021 (Lusa) — O continente africano regista 8.511.777 casos de covid-19 desde o início da pandemia, 218.950 mortes associadas à doença e 7.915.223 pessoas recuperadas da infeção, de acordo com os dados oficiais hoje divulgados.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), a região da África Austral é a região mais afetada do continente, com 3.927.602 casos e 111.379 óbitos associados à covid-19. Nesta região, encontra-se o país mais atingido pela pandemia, a África do Sul, que contabiliza 2.916.803 casos e 88.619 mortes.

O Norte de África, que sucede à África Austral nos números da covid-19, atingiu 2.922.735 infetados e 89.220 mortes associadas à doença.

A África Oriental contabiliza 1.052.286 infeções e 22.984 mortos, e a região da África Ocidental regista 663.758 casos de infeção e 9.988 mortes. A África Central é a que tem menos casos de infeção e de mortes, 269.526 e 3.868, respetivamente.

A Tunísia, o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 25.254 mortes e 712.982 infetados, seguindo-se o Egito, com 18.832 óbitos e 333.840 casos, e Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infeções em todo o continente, 946.766 casos, mas menos mortes do que os dois países anteriores, 14.689 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afetados estão também a Etiópia, com 6.494 vítimas mortais e 366.097 infeções, a Argélia, com 5.931 óbitos e 206.754 pessoas infetadas e o Quénia, com 5.282 mortes associadas à doença e 253.409 contágios.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique contabiliza 1.932 mortes associadas à doença e 151.325 infetados acumulados desde o início da pandemia, seguindo-se Angola (1.716 óbitos e 64.533 casos), Cabo Verde (349 mortes e 38.228 infeções), Guiné Equatorial (167 óbitos e 13.377 casos), Guiné-Bissau (142 mortos e 6.144 infetados) e São Tomé e Príncipe (56 óbitos e 3.715 infeções).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A covid-19 provocou pelo menos 5.020.845 mortes em todo o mundo, entre mais de 248,03 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

APL // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS