Covid-19: África com mais 759 mortes e 33.385 novos casos

África registou mais 759 mortes por covid-19, totalizando 193.402 óbitos desde o início da pandemia, e 33.385 novos casos nas últimas 24 horas, segundo os dados oficiais mais recentes.

Covid-19: África com mais 759 mortes e 33.385 novos casos

Covid-19: África com mais 759 mortes e 33.385 novos casos

África registou mais 759 mortes por covid-19, totalizando 193.402 óbitos desde o início da pandemia, e 33.385 novos casos nas últimas 24 horas, segundo os dados oficiais mais recentes.

De acordo com o boletim do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC) divulgado hoje, o total acumulado de casos é de 7.692.398, enquanto o de recuperados é de 6.810.131, mais 34.118 nas últimas 24 horas.

A África Austral continua a ser a região mais afetada, com um acumulado de 3.664.381 infetados e 101.364 mortes associadas à doença, desde o início da pandemia no continente.

Nesta região, só a África do Sul, o país mais afetado pela pandemia no continente africano, já contabiliza 2.747.018 infetados e 81.187 mortos pela doença.

O Norte de África, com 2.318.154 casos e 62.082 óbitos é a segunda região mais afetada no continente, com um total de 55 países.

Já a África Oriental regista um total de 897.888 infeções e 18.664 mortos e a região da África Ocidental conta 594.361 casos e 8.092 óbitos.

A África Central mantém-se como a região do continente com menos casos e mortes: 217.614 infetados e 3.200 óbitos.

A seguir à África do Sul, o país mais afetado é a Tunísia, com 23.030 óbitos e 654.798 infetados, seguindo-se o Egito, com 16.706 mortos e 287.393 casos.

Segue-se Marrocos, com 12.268 vítimas mortais e 843.357 casos de infeção, e a Argélia, com 5.148 óbitos e 194.186 infetados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique continua a ser o mais atingido pela covid-19, registando 1.834 mortes e 145.199 casos, seguido de Angola, com 1.186 óbitos e um total de 46.929 pessoas infetadas.

Cabo Verde regista 308 óbitos associadas à doença e 35.079 casos positivos, a Guiné Equatorial 123 óbitos e 9.173 casos, a Guiné-Bissau regista um total de 115 óbitos e 5.702 infetados. Já São Tomé e Príncipe mantém-se há algum tempo com 37 óbitos e regista 2.579 infeções no acumulado desde o início da pandemia.

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

AH // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS