Covid-19: África com mais 417 mortes e 12.463 novos casos nas últimas 24 horas

Lisboa, 14 set 2021 (Lusa) — O continente africano registou nas últimas 24 horas mais 417 mortes associadas à covid-19 e 12.463 novos casos de infeção pela doença, segundo dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).Segundo o CDC, com estes novos números, o total de casos em África […]

Covid-19: África com mais 417 mortes e 12.463 novos casos nas últimas 24 horas

Covid-19: África com mais 417 mortes e 12.463 novos casos nas últimas 24 horas

Lisboa, 14 set 2021 (Lusa) — O continente africano registou nas últimas 24 horas mais 417 mortes associadas à covid-19 e 12.463 novos casos de infeção pela doença, segundo dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).Segundo o CDC, com estes novos números, o total de casos em África […]

Lisboa, 14 set 2021 (Lusa) — O continente africano registou nas últimas 24 horas mais 417 mortes associadas à covid-19 e 12.463 novos casos de infeção pela doença, segundo dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).

Segundo o CDC, com estes novos números, o total de casos em África subiu para 8.052.110, enquanto o de vítimas mortais ascende agora a 204.025 e o de recuperados passa para 7.349.642, mais 20.986 que no dia anterior.

A região da África Austral continua a ser a mais afetada do continente, com 3.807.684 casos e 106.014 óbitos associados à covid-19. Nesta região, encontra-se o país mais atingido pela pandemia, a África do Sul, que regista 2.860.835 casos e 85.002 mortes.

O Norte de África sucede à África Austral nos números da covid-19, atingindo nas últimas 24 horas um total de 2.447.012 casos e 65.616 mortes associadas à doença.

A África Oriental contabiliza quase um milhão de casos (942.806) e 16.965 mortos, e a região da África Ocidental regista 627.892 casos de infeção e 9.165 mortes.

Já a África Central é a menos afetada pela pandemia com 226.716 casos registados no total e 3.535 mortes associadas à doença.

A Tunísia mantém-se como o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, registando um total de 24.244 mortes e 685.799 infetados, seguindo-se o Egito, com 16.885 óbitos e 293.448 casos de infeção, e Marrocos, com 13.618 mortes e 905.564 pessoas infetadas pela doença.

Entre os países mais afetados estão também a Argélia, com 5.601 óbitos e 200.329 pessoas infetadas, a Etiópia, com 4.967 vítimas mortais e 323.715 infeções e o Quénia, com 4.923 mortes associadas à doença e 243.929 casos registados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique contabiliza 1.894 mortes associadas à doença e 149.259 casos acumulados desde o início da pandemia, seguindo-se Angola (1.345 óbitos e 50.738 casos), Cabo Verde (322 mortes e 36.640 infeções), Guiné Equatorial (131 óbitos e 10.498 casos), Guiné-Bissau (125 mortos e 6.022 infetados) e São Tomé e Príncipe (39 óbitos e 2.823 infeções).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A covid-19 provocou pelo menos 4.622.410 mortes em todo o mundo, entre mais de 224,2 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

 

PJA // SLX

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS