Covid-19: África com mais 395 mortes e 20.092 infetados em 24 horas

África registou mais 395 mortes devido à covid-19 e somou mais 20.092 novos casos nas últimas 24 horas, atingindo um total de 57.817 óbitos desde o início da pandemia.

Covid-19: África com mais 395 mortes e 20.092 infetados em 24 horas

Covid-19: África com mais 395 mortes e 20.092 infetados em 24 horas

África registou mais 395 mortes devido à covid-19 e somou mais 20.092 novos casos nas últimas 24 horas, atingindo um total de 57.817 óbitos desde o início da pandemia.

Redação, 18 dez 2020 (Lusa) — África registou mais 395 mortes devido à covid-19 e somou mais 20.092 novos casos nas últimas 24 horas, atingindo um total de 57.817 óbitos desde o início da pandemia, segundo dados oficiais.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o continente africano regista agora um total de 2.449.754 pessoas infetadas desde o início da pandemia nos 55 Estados-membros da União Africana.

O número de recuperados nas últimas 24 horas foi de 16.110, para um total de 2.073.214.

A África Austral é, entre as cinco regiões africanas, a mais afetada, tendo hoje ultrapassado um milhão de casos de infeção (1.002.999) e atingido as 25.791 mortes registadas. Nesta região, a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, contabiliza um total de 892.813 infeções e de 24.011 mortes devido à doença.

O Norte de África é a segunda zona mais afetada pela pandemia, com 848.464 casos de infeção e 22.085 vítimas mortais.

A África Oriental regista 304.405 infeções e 5.686 mortos, na África Ocidental o número de infeções é de 224.022 e o de mortes registadas ascende às 3.013, enquanto a África Central regista 69.684 casos e 1.242 óbitos, apenas mais dois do que os registados no último sábado.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 7.015 mortos e 123.701 infetados, seguindo-se Marrocos, que contabiliza 6.804 vítimas mortais e 409.746 infetados, valor três vezes superior ao do Egito.

Entre os seis países mais afetados estão também a Tunísia, que hoje ultrapassou os 4 mil mortos (4.032) e 115.966 infetados, a Argélia, com 2.640 óbitos e 93.933 casos, a Etiópia, com 1.831 vítimas mortais e 118.481 casos, e o Quénia, com 1.618 óbitos e 93.405 infetados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Angola regista 382 óbitos e 16.484 casos, seguindo-se Moçambique (145 mortos e 17.256 casos), Cabo Verde (110 mortos e 11.502 casos), Guiné Equatorial (85 mortos e 5.214 casos), Guiné-Bissau (44 mortos e 2.446 casos) e São Tomé e Príncipe (17 mortos e 1.009 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.649.927 mortos resultantes de mais de 74,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

APL // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS