Covid-19: Açores identificam um caso positivo e uma recuperação nas últimas 24 horas

As 1.119 análises realizadas nas últimas 24 horas nos Açores detetaram um novo caso positivo de covid-19 na ilha Terceira e uma recuperação em São Miguel, informou hoje a Autoridade de Saúde Regional.

Covid-19: Açores identificam um caso positivo e uma recuperação nas últimas 24 horas

Covid-19: Açores identificam um caso positivo e uma recuperação nas últimas 24 horas

As 1.119 análises realizadas nas últimas 24 horas nos Açores detetaram um novo caso positivo de covid-19 na ilha Terceira e uma recuperação em São Miguel, informou hoje a Autoridade de Saúde Regional.

Segundo o comunicado diário da entidade, o caso diagnosticado hoje diz respeito a um homem de 30 anos, “proveniente de ligação aérea com o território continental, cujo teste realizado à chegada produziu resultado negativo, tendo o rastreio do sexto dia originado resultado positivo”.

“Este indivíduo já havia sido diagnosticado positivo para infeção por SARS-CoV-2 há cerca de um mês, quando desembarcou, oriundo do continente americano, em território nacional continental, onde permaneceu até obter resultado negativo em análise laboratorial”, explica o comunicado, acrescentando que, “como tal, não é considerado um caso ativo na região”.

Foi detetada ainda a recuperação de uma mulher de 44 anos de idade, na ilha de São Miguel.

Os Açores mantêm, assim, 27 casos ativos, dos quais 24 são em São Miguel, dois na Terceira e um no Pico.

Desde o início do surto, foram registados na região 217 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, sendo que 16 pessoas morreram, todas em São Miguel, e 155 recuperaram.

As restantes regressaram ao seu destino de origem.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 832 mil mortos e infetou mais de 24,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.815 pessoas das 57.074 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

ILYD // ROC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS