Covid-19: Os 17 conselhos de um dos maiores especialistas do mundo

Virologista norte-americano Robert Ray Redfield Jr. apresenta 17 reflexões e conselhos sobre como lidarmos com a atual pandemia da covid-19.

Covid-19: Os 17 conselhos de um dos maiores especialistas do mundo

Virologista norte-americano Robert Ray Redfield Jr. apresenta 17 reflexões e conselhos sobre como lidarmos com a atual pandemia da covid-19.

O virologista norte-americano Robert Ray Redfield Jr., nascido em 10 de julho de 1951, é o atual Diretor dos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças e desde março de 2018 atual administrador da Agência de Substâncias Tóxicas e Registo de Doenças. O também chefe da Clínica de Doenças Infecciosas da Universidade de Maryland, nos Etados Unidos da América, apresenta 17 reflexões sobre a atual pandemia da covid-19.

As 17 reflexões de Robert Ray Redfield Jr. sobre a covid-19

1. «Talvez tenhamos de conviver com a covid-19 por vários anos. Não vamos negar nem entrar em pânico. Não vamos tornar as nossas vidas inúteis. Vamos aprender a conviver com este fato.»

2. «Não podemos destruir o novo coronavírus, que penetra nas paredes das células, apenas com as habituais regras de higiene, como lavar constantemente as mãos. A única coisa que vamos passar a fazer é ir à casa de banho mais vezes.»

3. «Apesar disto, lavar as mãos e manter distância física de dois metros é o melhor método de proteção.»

4. «Se não tem um paciente covid-19 em casa, não há necessidade de desinfetar as superfícies do lar constantemente.»

5. «Embalagens, botijas de gás, carrinhos de compras e caixas multibanco não transmitem o vírus. Lave as mãos e viva a sua vida como sempre a viveu.»

6. «A covid-19 não é uma infecção que se transmita de forma alimentar. Está associada a gotas de infecção, tal como a gripe. Não há risco comprovado de que a doença seja transmitida em alimentos.»

LEIA DEPOIS
Suécia falha estratégia e imunidade de grupo não é alcançada

Perda de olfato, trocar de roupa e tomar banho no regresso a casa

7. «Pode perder o olfato com muitas alergias e infecções virais. A perda de olfato é um sintoma comum em muitas complicações, e não apenas da covid-19.»

8. «Uma vez em casa, não temos necessidade obrigatória de trocar de roupa e de ir tomar banho. A pureza é uma virtude. A paranóia.»

9. «O coronavírus não está no ar. Trata-se de uma infecção respiratória transmitida por gotículas que só acontece com o contato próximo.»

10. «O ar está limpo. Podemos caminhar pelos jardins, mantendo, naturalmente, a distância física de proteção.»

11. «O sabão normal é suficiente para eliminar o vírus que provoca a covid-19. Sabão antibacteriano nada resove. O corona é um vírus, e não uma bactéria.»

12. «Não precisa de preocupar-se com as entregas de comida em casa, ou mesmo take-away. Mas caso sinta mais confiança, pode aquecer os alimentos no microondas.»

LEIA MAIS
Coronavírus: Enfermeiros queixam-se do Estado à Organização Internacional do Trabalho

Probabilidade de o vírus ser levado para casa na sola dos sapatos

13. «As probabilidades de levar o coronavírus para casa nos sapatos são as mesmas das de sermos atingidos pelo mesmo raio duas vezes no mesmo dia. Trabalho contra vírus há 20 anos e as infecções não se espalham assim desta forma.»

14. «Ninguém fica protegido do vírus se tomar vinagre, nem sumos, nem gengibre. Podem favorecer a imunidade, mas nunca na cura.»

15. «Usar máscara por longos períodos interfere nos níveis de respiração e de oxigénio. Use-a apenas quando o distanciamento social for impossível, principalmente em espaços confinados.»

16. «Usar luvas também é má ideia. O vírus pode acumular-se na luva e ser facilmente transmitido se tocarmos no rosto. O que fazer? Aquilo que nenhum virologista se cansará de aconselhar: lavar as mãos regularmente.»

Ficar em casa ou dar passeios, o que é melhor para a imunidade

17. «A imunidade é muito enfraquecida ao permanecermos em ambientes estéreis. Mesmo se comermos alimentos que aumentam a imunidade. Saia regularmente de casa. Vá a parques, à praia, ao campo. A imunidade é aumentada pela exposição a agentes patogéneos e não por ficar em casa a consumir alimentos fritos, condimentados, açucarados ou bebidas gaseificadas.»

LEIA AGORA
Chimpanzé de estimação ataca e arranca mãos e rosto de mulher

Impala Instagram


RELACIONADOS