Coreógrafa Meg Stuart vem a Lisboa apresentar “Until Our Hearts Stop”

A bailarina e coreógrafa norte-americana Meg Stuart vai regressar a Lisboa nos dias 27 e 28 de junho para apresentar “Until Our Hearts Stop”, sobre o forçar dos limites nas relações.

Coreógrafa Meg Stuart vem a Lisboa apresentar

Coreógrafa Meg Stuart vem a Lisboa apresentar “Until Our Hearts Stop”

A bailarina e coreógrafa norte-americana Meg Stuart vai regressar a Lisboa nos dias 27 e 28 de junho para apresentar “Until Our Hearts Stop”, sobre o forçar dos limites nas relações.

Os espetáculos, que decorrerão na Culturgest com música jazz ao vivo do trio Samuel Halscheidt, Marc Lohr e Stefan Rusconi, contam com seis bailarinos, que interagem em palco num ambiente de clube noturno.

Em “Until Our Hearts Stop”, é criado “um espaço de desejo e ilusão, um refúgio sem segurança”, segundo o texto da Culturgest sobre o espetáculo.

“Ao som do jazz, os seis intérpretes tentam puxar os limites da sua convivência e descobrir até onde podem ir no seu relacionamento. Implicam uns com os outros, batem, abusam, brincam como crianças, abraçam-se. Não há vergonha, nem limites. A liberdade parece absoluta”, descreve.

Meg Stuart inspirou-se na vida de pessoas que se retiram da sociedade para ir viver no seu mundo de fantasia, segundo as suas próprias vontades, onde não há regras preestabelecidas, e tudo é experimental.

“Os intérpretes movimentam-se num universo em que tudo pode acontecer, navegando entre esperança e desespero, entre realidade e ilusão”, acrescenta ainda o texto, ressalvando que “é impossível desvendar o significado final de toda esta fúria, mas no meio dela há sempre — como em toda a obra da Meg Stuart — a compaixão pelos perdedores e a esperança do recomeço”.

Coreógrafa e bailarina, Meg Stuart – que vive em Berlim – fundou a sua companhia, “Damaged Goods”, em Bruxelas em 1994, através da qual tem realizado dezenas de produções, desde solos a coreografias de grande escala, criações ‘site-specific’ [especificamente para um espaço de apresentação] e projetos de improvisação.

A criadora tem vindo a desenvolver uma nova linguagem para cada peça, apostando na colaboração com artistas de diferentes disciplinas, num cruzamento entre a dança e o teatro.

No seu trabalho, através da improvisação, Meg Stuart explora estados físicos e emocionais, bem como as memórias destes estados.

“Until Our Hearts Stop” terá interpretação de Neil Callaghan, Jared Gradinger, Leyla Postalcioglu, Maria F. Scaroni, Claire Vivianne Sobottke, e Kristof Van Boven.

Em janeiro de 2016, Meg Stuart esteve em Lisboa para apresentar o solo “Hunter”, no Teatro Maria Matos.

AG // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS