Consulado português em Luanda anuncia abertura de agendamentos de vistos para fevereiro próximo

O Consulado Geral de Portugal em Luanda anunciou a abertura de agendamentos para pedidos de visto para o mês de fevereiro de 2023 a serem submetidos no Centro de Vistos VFS Global em Luanda.

Consulado português em Luanda anuncia abertura de agendamentos de vistos para fevereiro próximo

Consulado português em Luanda anuncia abertura de agendamentos de vistos para fevereiro próximo

O Consulado Geral de Portugal em Luanda anunciou a abertura de agendamentos para pedidos de visto para o mês de fevereiro de 2023 a serem submetidos no Centro de Vistos VFS Global em Luanda.

O consulado português em Luanda refere em comunicado consultado hoje pela Lusa que os agendamentos passarão a ser abertos numa base mensal e que novas vagas irão ser abertas, para o mês de março, na primeira semana de fevereiro, e assim sucessivamente.

A instituição exorta os requerentes a solicitarem o pedido de visto adequado à sua estada, de acordo com a duração e finalidade da viagem.

Documento de viagem autêntico e válido por mais três meses para além da data de saída prevista e o comprovativo da situação documental legal caso seja de outra nacionalidade que não a do país onde solicita o visto são alguns dos requisitos para vistos Shengen para estadas de curta duração.

Todos os requisitos para vistos Shengen para estadas de curta duração (inferiores a 90 dias) e para vistos nacionais (residência e estada temporária superiores a 90 dias) constam do site do consulado português.

O embaixador de Portugal em Angola, Francisco Duarte, disse, em outubro de 2022, que o consulado geral em Luanda era o maior centro emissor de vistos de toda a rede diplomática portuguesa.

O diplomata disse, naquela ocasião, que havia uma “pressão maior de mais angolanos” que queriam viajar para Portugal e os funcionários do consulado faziam um “esforço sobre-humano” para responder aos milhares de pedidos de vistos.

No passado dia 30 de outubro entrou em vigor o novo regime de entrada de imigrantes em Portugal, que prevê uma facilitação de emissão de vistos para os cidadãos da CPLP, no âmbito do Acordo sobre a Mobilidade entre Estados-membros.

Segundo o decreto, os cidadãos da CPLP podem obter um visto para procura de trabalho ou visto de residência CPLP, ficando dispensados da apresentação de seguro de viagem válido, comprovativo de meios de subsistência, cópia do título de transporte de regresso e apresentação presencial para requerer visto.

DYAS // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS