Coimbra vai ter serenata simbólica com presença limitada de 600 estudantes

A Comissão Organizadora da Queima das Fitas de Coimbra vai realizar uma “serenata simbólica” no dia 27, que, para além da transmissão ‘online’, vai ter um público limitado a 600 estudantes.

Coimbra vai ter serenata simbólica com presença limitada de 600 estudantes

Coimbra vai ter serenata simbólica com presença limitada de 600 estudantes

A Comissão Organizadora da Queima das Fitas de Coimbra vai realizar uma “serenata simbólica” no dia 27, que, para além da transmissão ‘online’, vai ter um público limitado a 600 estudantes.

A serenata vai decorrer no Paço das Escolas da Universidade de Coimbra, às 21:00 (ao contrário da habitual meia-noite), com a atuação a decorrer na presença de 600 estudantes do ensino superior da cidade, em lugares sentados, e com teste à covid-19 feito nesse dia, afirmou hoje a organização, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

O local escolhido para a realização da serenata (normalmente é na Sé Velha) deve-se a uma maior facilidade em garantir que não se criam ajuntamentos à margem do evento.

Em 2020, a serenata também decorreu no Paço das Escolas, mas na altura sem público.

Com transmissão assegurada pela Antena 1, Rádio Universidade de Coimbra e TvAAC, a cerimónia vai contar com a atuação do grupo de fado Capas ao Luar, da Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra.

Segundo a secretária de imprensa da Queima das Fitas, Tatiana Fernandes, os estudantes que irão poder assistir à serenata serão testados ao longo do dia num laboratório de testes da Universidade de Coimbra, estando a sua presença dependente do resultado desse teste.

Tatiana Fernandes referiu que a organização ainda pensou em cingir as inscrições a estudantes finalistas das diversas instituições do ensino superior da cidade, mas frisou que seria “difícil fazer essa filtragem”.

A participação é gratuita, mas exige a reserva de bilhete através da plataforma BOL, esclareceu.

De acordo com Tatiana Fernandes, as inscrições na plataforma só deverão estar disponíveis na próxima semana.

A organização espera poder avançar com a Queima das Fitas em outubro, em simultâneo com a Latada (tal como estava preconizado em 2020), estando a sua realização dependente da situação epidemiológica, aclarou.

“A realização da serenata simbólica tem um parecer positivo da Direção-Geral da Saúde e da Câmara Municipal de Coimbra, sendo que todas as regras serão cumpridas e em nenhum momento será posta em causa a saúde pública”, frisou a organização, na nota de imprensa.

Citado nessa mesma nota, o coordenador-geral da Queima das Fitas, Carlos Missel, realça que a organização está “ciente da responsabilidade que acarreta o regresso de um evento desta natureza” e apela “ao cumprimento de todas as regras para que este seja um pequeno grande passo para o regresso dos eventos académicos”.

JGA // SSS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS