Cinema português em três secções oficiais do festival de Berlim

Filmes de Diogo Costa Amarante, Susana Nobre, Ana Vaz e Welket Bungué, bem como duas outras coproduções portuguesas, foram selecionados para secções oficiais do Festival de Cinema de Berlim.

Cinema português em três secções oficiais do festival de Berlim

Cinema português em três secções oficiais do festival de Berlim

Filmes de Diogo Costa Amarante, Susana Nobre, Ana Vaz e Welket Bungué, bem como duas outras coproduções portuguesas, foram selecionados para secções oficiais do Festival de Cinema de Berlim.

Berlim, 09 fev 2021 (Lusa) – Filmes de Diogo Costa Amarante, Susana Nobre, Ana Vaz e Welket Bungué, bem como duas outras coproduções portuguesas, foram selecionados para secções oficiais do Festival de Cinema de Berlim, incluindo a competição de curtas-metragens, foi hoje anunciado.

Na competição de curtas-metragens estão os filmes “Luz de Presença”, de Diogo Costa Amarante, e “Nanu Tudor”, obra da realizadora moldava Olga Lucovnicova com coprodução entre Portugal, Bélgica e Hungria.

Para Diogo Costa Amarante, é a terceira vez que compete neste festival, depois de ter estado nomeado em 2014, com “As rosas brancas”, e em 2017 com “Cidade pequena”, obra com a qual venceu o Urso de Ouro de Melhor Filme, o prémio máximo do festival de Berlim.

Na secção Fórum está, em estreia mundial, o filme “No táxi do Jack”, entre documentário e ficção, de Susana Nobre.

No programa Fórum Expandido, no qual o cinema se estende para outras expressões artísticas, estão “13 ways of looking at a blackbird”, de Ana Vaz, “Mudança”, do realizado luso-guineense Welket Bungué, e “Night for day”, da artista visual britânica Emily Wardill, com coprodução luso-austríaca.

A 71.ª edição do festival decorrerá em dois momentos, numa tentativa de adaptação à situação global da covid-19: Entre 01 e 05 de março acontecerá um evento da indústria, em formato ‘online’, para profissionais do setor, júris e imprensa especializada, e entre 09 e 20 de junho a programação será para o público.

O festival alemão está esta semana a divulgar grande parte da programação oficial desta edição.

Na semana passada, anunciaram a seleção da 19.ª edição da ‘Berlinale Talents’, um programa de formação, conversas e encontros, destinado a 205 profissionais de 65 países, entre os quais os realizadores portugueses Paulo Carneiro e David Pinheiro Vicente e a ‘designer’ de som portuguesa Inês Adriana.

A eles juntam-se a realizadora canadiana Joelle Walinga e a produtora brasileira Janaina Bernardes, que trabalham com Portugal.

SS // TDI

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS