Chegaram hoje a Espanha primeiros turistas estrangeiros depois de fecho das fronteiras

Os primeiros turistas estrangeiros a chegar a Espanha desde que as fronteiras foram fechadas há três meses, devido à pandemia d e covid-19, aterraram hoje pela manhã no aeroporto de Palma de Maiorca num voo que partiu de Dusseldorf (Alemanha).

Chegaram hoje a Espanha primeiros turistas estrangeiros depois de fecho das fronteiras

Chegaram hoje a Espanha primeiros turistas estrangeiros depois de fecho das fronteiras

Os primeiros turistas estrangeiros a chegar a Espanha desde que as fronteiras foram fechadas há três meses, devido à pandemia d e covid-19, aterraram hoje pela manhã no aeroporto de Palma de Maiorca num voo que partiu de Dusseldorf (Alemanha).

No voo fretado pelo operador turístico TUI chegaram 189 passageiros, dos quais cerca de vinte são jornalistas e o resto turistas alemães, que iniciam a temporada de verão no quadro de um projeto piloto que adianta seis dias a abertura oficial das fronteiras.

O voo de Dusseldorf, que será seguido esta tarde por outro de Frankfurt, é o primeiro dos 47 voos autorizados pelo Ministério da Saúde espanhol para os aeroportos de Maiorca, Ibiza e Menorca até 30 de junho e que fazem parte do plano de relançamento do turismo em segurança no país.

A decisão do Governo espanhol de antecipar a reabertura das fronteiras ao turismo para 21 de junho, o próximo domingo, leva a que a duração do projeto seja agora de apenas uma semana, sendo seis os voos programados para estes primeiros dias – cinco em Maiorca e um em Ibiza -, já que os outros 41 voos já estavam programados para começar no próximo domingo.

O projeto piloto está previsto para um máximo de 10.900 turistas dos aeroportos alemães de Dusseldorf, Frankfurt, Hamburgo, Hannover e Stuttgart, e foi negociado com os operadores turísticos TUI, DER Touristik e Schauinslad-Reisen, assim como os hotéis do arquipélago das Baleares (Mediterrâneo).

Os alojamentos para estes turistas foram equipados com medidas de segurança, equipados com informações e cartazes para encorajar os hóspedes a seguir as recomendações de saúde, e com pessoal especialmente treinado.

Os viajantes devem preencher um questionário sobre o seu estado de saúde ainda no avião, submeter-se a um controlo de temperatura à chegada, fornecer o seu número de telefone e local de alojamento para que os funcionários do Governo regional das Baleares possam seguir o seu estado de saúde.

O executivo regional tem apartamentos prontos para isolar qualquer visitante que possa dar positivo no teste de covid-19 e que não precisem de ser internados.

A Espanha anunciou no domingo que antecipava para 21 de junho a abertura de fronteiras com todos os países do Espaço Schengen, mas que mantinha para 01 de julho a previsão de reabertura com Portugal, a pedido de Lisboa.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 431 mil mortos e infetou mais de 7,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (115.706) e mais casos de infeção confirmados (mais de dois milhões).

Seguem-se o Brasil (43.332 mortes, mais de 867 mil casos), Reino Unido (41.698 mortos, mais de 295 mil casos), a Itália (34.345 mortos, quase 237 mil casos), a França (29.398 mortos, mais de 193 mil casos) e a Espanha (27.136 mortos, mais de 243 mil casos).

FPB // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS