Centro Hospitalar do Algarve atinge máximo de consultas entre janeiro e agosto

O Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) superou o número máximo de consultas dado nos primeiros oito meses de um ano, com um total de 217.084 entre janeiro e agosto de 2022, anunciou hoje a instituição de saúde.

Centro Hospitalar do Algarve atinge máximo de consultas entre janeiro e agosto

Centro Hospitalar do Algarve atinge máximo de consultas entre janeiro e agosto

O Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) superou o número máximo de consultas dado nos primeiros oito meses de um ano, com um total de 217.084 entre janeiro e agosto de 2022, anunciou hoje a instituição de saúde.

Em comunicado, o CHUA destaca a importância deste registo para o “crescimento e diferenciação” do atendimento prestado nos três hospitais que tutela — Faro, Portimão e Lagos — e enaltece o “espírito de sacrifício” dos trabalhadores, num contexto marcado pelas dificuldades criadas pela pandemia de covid-19 e pela falta de profissionais que afeta a região.

“O Centro Hospitalar Universitário do Algarve registou, nos dados acumulados entre janeiro e agosto de 2022, o maior número de consultas efetuadas, com um total de 217.084 consultas realizadas nos primeiros oito meses do corrente ano”, refere a unidade de saúde de referência para o distrito de Faro.

O conselho de administração do CHUA salienta que o registo de consultas médicas alcançado “ultrapassa a produção homóloga de 2021”, ano em que foram dadas 215.791 consultas, e “fica ainda acima” dos períodos homólogos em anos anteriores.

Na nota, o CHUA acrescenta que, nos primeiros oito meses de 2020, ano de início da pandemia, foram realizadas 181.081 consultas médicas, enquanto em 2019 foram dadas 198.790 e em 2018 190.117.

Os números demonstram, segundo a administração, que o CHUA tem tido uma tendência de “crescimento e diferenciação, apesar das dificuldades” causadas pela pandemia e com as carências de recursos humanos.

O conselho de administração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve elogia o “espírito de sacrifício dos trabalhadores, de todos os grupos profissionais”, manifestando a “convicção de que o esforço que está a ser feito será compensado por resultados clínicos e maior satisfação dos profissionais e utentes”.

Em 09 de agosto, o CHUA já tinha anunciado que o atendimento em urgência aumentou 42,8% no primeiro semestre deste ano, com mais 291 urgências por dia face ao período homólogo.

Na mesma altura, o centro hospitalar do Algarve referiu também que, no primeiro semestre de 2022, foram registados 175.820 episódios de urgência, mais 52.695 do que em 2021, e que estes dados representam, em média, 971 atendimentos diários nas diversas tipologias dos 10 serviços de urgências assegurados pelo CHUA.

O Centro Hospitalar Universitário do Algarve garante cuidados de saúde à população algarvia, cerca de 500 mil habitantes, número que triplica na época balnear devido ao turismo.

MHC // VAM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS