Revelada causa da queda de avião da Ethiopian Airlines

Revelada causa da queda de avião da Ethiopian Airlines

Foi divulgado esta quinta-feira um relatório com pormenores sobre a queda do avião da Ethiopian Airlines que vitimizou 157 pessoas, no passado mês.

O relatório preliminar sobre a queda do avião da Ethiopian Airlines foi revelado esta quinta-feira, 4 de abril, e aponta culpas à Boeing. O documento, citado pela ABC News, afirma que a empresa deve fazer uma revisão dos sistemas de controlo do aparelho.

As conclusões sobre a queda do Boeing 737 Max da Ethiopian Airlines, a 10 de março, que provocou 157 mortos, ou seja, todos os passageiros que estavam a bordo, indicam que um dos sensores da aeronave ficou danificado pouco tempo depois de o avião levantar voo. Os primeiros relatos destacam a possibilidade de uma ave ter estado na origem do acidente.

O documento revela ainda que os pilotos seguiram todos os procedimentos para tentar evitar a queda. «Apesar de todo o duro trabalho e total cumprimento dos procedimentos de emergência, infelizmente eles (pilotos) não conseguiram recuperar o avião que estava de forma persistente a forçar o nariz do avião para baixo», lê-se no documento.

Os investigadores acreditam que a falha que esteve na origem deste desastre aéreo está relacionada com o sistema de controlo do aparelho, pelo que todos os Boeing 737 Max foram proibidos de voar até que o sistema fosse todo verificado pelas autoridades.

LEIA MAIS
ALERTA | Dez distritos do continente sob aviso amarelo devido à chuva e neve
João Cipriano: «A minha irmã disse-me que ia vender a Joana por 50 mil euros»

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS