Casal de Coimbra acusado de vários crimes cometidos por MBWay

O Ministério Público de Coimbra deduziu acusação contra um casal, que terá cometido vários crimes com recurso à aplicação MBWay, entre o final de 2019 e o ano de 2021.

Casal de Coimbra acusado de vários crimes cometidos por MBWay

Casal de Coimbra acusado de vários crimes cometidos por MBWay

O Ministério Público de Coimbra deduziu acusação contra um casal, que terá cometido vários crimes com recurso à aplicação MBWay, entre o final de 2019 e o ano de 2021.

O Ministério Público de Coimbra deduziu acusação contra um casal, que terá cometido vários crimes com recurso à aplicação MBWay, entre o final de 2019 e o ano de 2021. “Na generalidade das situações, os arguidos ludibriavam as vítimas, as quais tinham escasso ou nulo conhecimento do funcionamento daquela aplicação, levando-as, sob falsos pretextos, a facultarem-lhes as senhas que lhes permitiam aceder às contas bancárias associadas, assim movimentar quantias, em seu favor”, descreveu.

Arguidos acusados de sete crimes de burla qualificada

Numa nota publicada na sua página na internet, o Ministério Público (MP) de Coimbra explicou que, em algumas situações, as quantias subtraídas “eram movimentadas por várias contas de terceiros”, de forma a dissimular a respetiva origem e destino. Aos dois acusados foi imputada a prática, em coautoria, de sete crimes de burla qualificada, sete crimes de acesso ilegítimo e sete crimes de falsidade informática.

Ao arguido, que cumpre atualmente uma pena de prisão, foi ainda imputada a prática, em autoria material, de outros 25 crimes de burla qualificada, 25 crimes de acessos ilegítimo e 25 crimes de falsidade informática, para além de um crime de branqueamento de capitais. Já à arguida foi ainda imputada a prática, como autora material, de oito crimes de burla qualificada (dois dos quais na forma tentada), oito crimes de acessos ilegítimo e oito crimes de falsidade informática, bem como de branqueamento de capitais. “Foi pedida a perda das vantagens obtidas”, referiu o MP de Coimbra, que informou ainda que a investigação esteve a cargo da Polícia Judiciária de Coimbra.

Impala Instagram


RELACIONADOS