Casa da Música recupera ‘online’ concertos que ficaram “na memória das audiências”

A Casa da Música vai dar continuidade à sua programação ‘online’ em março, com vários tipos de concertos, destacando-se os que são recuperados por perdurarem “na memória das audiências pelo seu caráter extraordinário”.

Casa da Música recupera 'online' concertos que ficaram

Casa da Música recupera ‘online’ concertos que ficaram “na memória das audiências”

A Casa da Música vai dar continuidade à sua programação ‘online’ em março, com vários tipos de concertos, destacando-se os que são recuperados por perdurarem “na memória das audiências pelo seu caráter extraordinário”.

Às quartas-feiras às 21:00 vão ser transmitidos os concertos “Fora de Série”, aos domingos às 11:00 os espetáculos do serviço educativo, aos domingos os “Concertos da Casa” e, no último sábado do mês às 16:00, um recital de órgão, transmitido em direto.

Na quarta-feira, é transmitido um espetáculo do coreógrafo Rui Horta, com o pianista Rolf Hind a interpretar “Sonatas and Interludes”, de John Cage, e a bailarina Silvia Bertoncelli também em palco.

No dia 07, é exibido o concerto da Orquestra Sinfónica do Porto, dirigida por Joseph Swensen, com um programa composto por duas obras de Mozart: o Funeral Maçónico e a Sinfonia n.º 35 em Ré maior.

Três dias depois, a Casa da Música revisita o concerto da Orquestra Sinfónica a que dá nome que assinalou os 20 anos deste agrupamento musical, que se realizou no dia 02 de outubro do ano passado.

Dirigida pelo então maestro titular Baldur Brönnimann, com a Digitópia, a atuação consistiu na estreia mundial do concerto para orquestra de Daniel Moreira, numa encomenda da Casa da Música.

No dia 14 de março, é transmitida a atuação da Orquestra Sinfónica do Porto sob direção de Vassily Sinaisky, com Rafael Kyrychenko ao piano para interpretar o Concerto para Piano e Orquestra n.º 23 em Lá maior de Mozart.

No dia 17, a Casa da Música transmite ‘online’ o concerto “Uma viagem pelo sistema solar”, realizado em 31 de janeiro de 2009, que juntou a então Orquestra Nacional do Porto ao Coral de Letras da Universidade do Porto para interpretar “Os Planetas”, de Gustav Holst, sob a direção do maestro Martin André.

O Remix Ensemble mostra o concerto, de 11 de janeiro de 2020, em que tocou “Les Oiseaux Exotiques”, de Messiaen, com Peter Rundel a dirigir e Pierre-Laurent Aimard ao piano.

No dia 24, voltam os concertos da Orquestra Sinfónica do Porto, com o Concerto para tímpanos e orquestra de Mauricio Kagel, com direção de Sylvain Cambreling.

O concerto de órgão no dia 27 vai ser transmitido em direto com Jonathan Ayerst.

Um dia depois, a Casa da Música recupera o concerto da Orquestra Jazz de Matosinhos com Gileno Santana no trompete de homenagem à obra de Miles Davis e Gil Evans.

“Nos dias anteriores a cada transmissão, são disponibilizados os materiais informativos e promocionais — entrevistas com maestros, compositores e solistas, folhas de sala, notas de programa, etc. — que permitem conhecer melhor as propostas da programação”, lembra a Casa da Música.

As transmissões podem ser vistas no blogue da Casa da Música, onde ficam disponíveis por 24 horas, e nas contas da instituição no Facebook e no Youtube.

TDI //RBF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS