BE acusa Iberdrola de fechar fronteira entre Portugal e Espanha em Cedillo

A coordenadora do BE acusou hoje a elétrica espanhola Iberdrola, responsável pela gestão da barragem de Cedillo, de cortar a fronteira entre Portugal e Espanha, e promete levar o assunto ao Parlamento Europeu e ao Parlamento português.

BE acusa Iberdrola de fechar fronteira entre Portugal e Espanha em Cedillo

BE acusa Iberdrola de fechar fronteira entre Portugal e Espanha em Cedillo

A coordenadora do BE acusou hoje a elétrica espanhola Iberdrola, responsável pela gestão da barragem de Cedillo, de cortar a fronteira entre Portugal e Espanha, e promete levar o assunto ao Parlamento Europeu e ao Parlamento português.

“Há um problema com a barragem da Iberdrola [Cedillo] que fecha a fronteira entre Portugal e Espanha, com prejuízos muito graves para a população fronteiriça, e essa é uma questão que vamos abordar, tanto na Assembleia da República como no Parlamento Europeu”, afirmou Catarina Martins.

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) deslocou-se a Lentiscais, em Castelo Branco, para ouvir as preocupações da população local, após a calamidade que assolou o rio Pônsul, um dos afluentes do Tejo, que esteve praticamente seco.

Catarina Martins sublinhou que Portugal e Espanha são dois países da União Europeia e que pertencem ao Espaço Shengen, uma convenção entre países europeus sobre uma política de fronteiras e livre circulação de pessoas entre os países signatários.

“Aqui [barragem de Cedillo] há uma fronteira, porque uma empresa a fechou. Com que direito a Iberdrola pode fechar a circulação [entre os dois países ibéricos]”, questionou.

Apelidou ainda a atitude da elétrica espanhola de “abusiva” ao cortar a ligação de um e do outro lado.

A barragem de Cedillo, marca a entrada do rio Tejo em território nacional, onde a margem norte é portuguesa e a margem sul é espanhola e define a fronteira entre os dois países ibéricos.

CCC // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS