Ballet Nacional da Croácia apresenta “Morte em Veneza” em Lisboa com bailarino português

O Ballet do Teatro Nacional da Croácia apresenta, em 08 de fevereiro, no Teatro Camões, em Lisboa, o bailado “Morte em Veneza”, coreografia de Valentina Turcu inspirada na novela homónima de Thomas Mann, informou hoje a Companhia Nacional de Bailado.

Ballet Nacional da Croácia apresenta

Ballet Nacional da Croácia apresenta “Morte em Veneza” em Lisboa com bailarino português

O Ballet do Teatro Nacional da Croácia apresenta, em 08 de fevereiro, no Teatro Camões, em Lisboa, o bailado “Morte em Veneza”, coreografia de Valentina Turcu inspirada na novela homónima de Thomas Mann, informou hoje a Companhia Nacional de Bailado.

Trata-se do primeiro espetáculo realizado ao abrigo do programa Troca, um programa de permutas com companhias congéneres que a Companhia Nacional de Bailado (CNB) iniciou nesta temporada, iniciativa que permite receber, no Teatro Camões, companhias convidadas que depois acolherão a companhia portuguesa nas suas cidades e teatros.

O português Guilherme Gameiro Alves, bailarino principal no Teatro de Zagreb, faz a sua estreia profissional em Portugal, nesta versão de “A Morte em Veneza”, na interpretação de O Anjo da Morte, acrescenta o comunicado da CNB.

A apresentação em Lisboa, marcada para as 18:30 do dia 08 de fevereiro, no Teatro Camões, é um espetáculo único da companhia croata, em Portugal, direcionada para um público maior de seis anos, acrescenta o documento da CNB.

Além da coreografia, Valentina Turcu assina também a direção, dramaturgia e a seleção musical do espetáculo, assente em obras de Gustav Mahler, compositor escolhido igualmente para a banda sonora do filme homónimo de Luchino Visconti (1971), que teve no 4.º andamento da 5.ª Sinfonia, Adagietto, um dos ‘leitmotiv’ do protagonista.

A assistir a coreógrafa está Anton Bogov, enquanto a cenografia é de Marco Japelj. Os figurinos são de Alan Hranitelj e o desenho de luz é de Aleksandar Cavlek. O vídeo tem assinatura de Matjaz Mrak, enquanto a direção se som é de Snjezana Marasov e Ljudmila Sumarova, a técnica de som.

“Morte em Veneza” é uma coprodução do Ballet do Teatro Nacional da Eslovénia/SNG Teatro Nacional Maribor e Ballet do Teatro Nacional da Croácia em Zagrebe.

O bailarino Guilherme Gameiro Alves nasceu em 29 de outubro de 1989, em Lisboa. Licenciou-se em 2007, pela Escola de Dança do Conservatório e, com uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian, estudou durante dois anos na Tanz Akademie Zurich, dirigido por Oliver Matz.

Em 2009, entrou para o Ballet Nacional da Finlândia, onde dançou os papéis Chevalier des Grieux em “Manon”, de Kenneth MacMillan, Benno, em “O Lago dos Cisnes”, de Kenneth Greve, Gurn em “La Sylphide”, de August Bournonville, entre outros bailados dirigidos por Cranko, Forsythe, Naharin, entre outros.

Em 2011, entrou para o Ballet do Teatro Nacional da Croácia como solista e, em 2017, foi promovido a bailarino principal.

Com a interpretação de O Anjo da morte, Guilherme Gameiro Alves constituiu uma das cinco melhores estreias na Europa, em 2018, segundo a revista Dance Europe Magazine, refere a CNB.

Entre os prémios atribuídos ao bailarino português estão a Medalha de Ouro, na categoria sénior, no International Ballet Competition Tanzolymp, em Berlim, e o prémio Oscar Harmos (melhor bailarino do ano na Croácia), pela sua prestação artística nas temporadas 2013/2014 e 2018/2019, no Teatro Nacional da Croácia, em Zagreb.

Com 140 anos, completados em 2019, o Ballet do Teatro Nacional da Croácia é a mais antiga e a maior companhia de dança da Croácia. É também a companhia residente do Teatro Nacional da Croácia, com a Orquestra e Ópera de Zagreb.

Ao abrigo do programa TROCA, a CNB prevê apresentar-se em Zagreb na temporada 2020/2021, ainda com programação a definir, acrescenta o comunicado da companhia portuguesa.

CP // MAG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS