Natalie Portman lança livros infantis de fábulas com inclusão de género

A atriz Natalie Portman, vencedora de um Óscar pelo seu desempenho no filme “Cisne Negro”, aproveitando a experiência de maternidade, acaba de adaptar três histórias clássicas infantis, tornando-as mais inclusivas em termos de género.

Natalie Portman lança livros infantis de fábulas com inclusão de género

Natalie Portman lança livros infantis de fábulas com inclusão de género

A atriz Natalie Portman, vencedora de um Óscar pelo seu desempenho no filme “Cisne Negro”, aproveitando a experiência de maternidade, acaba de adaptar três histórias clássicas infantis, tornando-as mais inclusivas em termos de género.

Enquanto põe o corpo à prova para o próximo filme “Thor: Love and Thunder”, que vai ser filmado em Sidney, Austrália, o mais recente projeto de Natalie Portman chama-se “Natalie Portman’s Fables”, que inclui três histórias clássicas infantis “A tartaruga e a lebre”, “Os três porquinhos” e o “Rato do campo e o rato da cidade”. Estas fábulas foram adaptadas para “torná-las mais inclusivas em termos de género”, afirmou a atriz, que entrou na segunda trilogia da saga Star Wars, numa entrevista a Associated Press (AP).

LEIA AINDA

10 celebridades que chegaram à fama… sem querer

“Os livros infantis têm um lugar muito especial nas nossas vidas porque os lemos repetidamente como nenhum outro livro”, afirmou Portman, de 39 anos, nascida em Jerusalém. “Eles têm uma maneira de incutir informações e valores tanto nas crianças como nos pais. E quando eu estava a ler os livros, fiquei impressionada como as histórias clássicas tinham personagens predominantemente masculinas”, prosseguiu. “E pensei: ‘O que estou a dizer aos meus filhos – tenho um filho e uma filha – sobre cujas histórias são importantes contar e cujas vidas eles deveriam preocupar-se”, declarou.

O seu objetivo, disse, era preservar e atualizar as histórias para refletir a cultura contemporânea, “que é de muitos géneros e não apenas um mundo predominantemente masculino”. Portman defendeu que ao enfatizar valores como a simpatia, gentileza e cuidado com o planeta, o livro é “como um bilhete de amor” para os seus filhos sobre o que espera “que eles façam no mundo”.

A atriz confessou que os seus filhos – o rapaz tem nove anos e a rapariga três – serviram como “mini-editores”, com o filho Aleph a aprender jogos de palavras e a filha Amalia a apreciar o humor das ilustrações de Janna Mattia. Em criança, Natalie Portman era uma amante dos livros e guardou os seus favoritos para os filhos, admitindo que o seu próximo projeto de escrita poderá passar por uma banda desenhada.

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS