Arqueólogos descobriram vestígios de muro e balneário romano na Comenda em Setúbal

As sondagens arqueológicas a decorrer na zona da Comenda, em Setúbal, já permitiram descobrir diversos vestígios da ocupação romana, incluindo um muro e a estrutura de um antigo balneário, revelou hoje à agência Lusa a arqueóloga Elisabete Barradas.

Arqueólogos descobriram vestígios de muro e balneário romano na Comenda em Setúbal

Arqueólogos descobriram vestígios de muro e balneário romano na Comenda em Setúbal

As sondagens arqueológicas a decorrer na zona da Comenda, em Setúbal, já permitiram descobrir diversos vestígios da ocupação romana, incluindo um muro e a estrutura de um antigo balneário, revelou hoje à agência Lusa a arqueóloga Elisabete Barradas.

“Fizemos seis sondagens arqueológicas, localizadas na área a sul do parque de merendas da Comenda e, em três dessas sondagens, já detetámos estruturas arqueológicas, incluindo um muro em pedra e cerâmicas da época romana”, disse Elisabete Barradas, que integra o grupo de três arqueólogos responsáveis pelos trabalhos.

“Estamos numa fase muito inicial dos trabalhos arqueológicos, estamos a fazer sondagens arqueológicas para fazermos um rastreio do tipo de vestígios que poderemos ter aqui. E já temos vestígios `in situ´, que nos permitem dizer que este lado sul do parque de merendas tem vestígios arqueológicos romanos, tem estruturas romanas”, sublinhou.

 A equipa de arqueólogos vai agora estudar a relação do muro de pedra com as outras estruturas encontradas, enquanto prosseguem os trabalhos arqueológicos na Comenda, que deverão prolongar-se por mais alguns meses.

A arqueóloga recordou que o “sítio arqueológico da Comenda é conhecido há mais de 100 anos na bibliografia, mas nunca foi ali feito um trabalho de fundo”.

“Foram feitas sondagens arqueológicas nos anos 70, mas foi a única coisa que existiu. E os resultados só saíram muito recentemente”, disse, salientando que os vestígios já recolhidos indiciam que o “sítio arqueológico da Comenda poderá ser muito semelhante ao sítio romano de Troia, porque tem cetárias — salgas de peixe -, tem evidências de que ali existiria uma vila da época romana”.

“Sabemos que temos cá vestígios e agora vamos investigar”, concluiu Elisabete Barradas, convicta de que o património arqueológico da Comenda poderá ser uma mais-valia na oferta turística da região.

 

GR // ROC

Lusa/fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS