Apresentação do Guia Michelin Espanha e Portugal 2021 será digital e em 14 de dezembro

A gala de apresentação do Guia Michelin Espanha e Portugal 2021 foi adiada para 14 de dezembro e vai decorrer de forma totalmente digital, devido à pandemia de covid-19, a partir de Madrid, anunciou hoje a organização.

Apresentação do Guia Michelin Espanha e Portugal 2021 será digital e em 14 de dezembro

Apresentação do Guia Michelin Espanha e Portugal 2021 será digital e em 14 de dezembro

A gala de apresentação do Guia Michelin Espanha e Portugal 2021 foi adiada para 14 de dezembro e vai decorrer de forma totalmente digital, devido à pandemia de covid-19, a partir de Madrid, anunciou hoje a organização.

A cerimónia de lançamento do guia anual, que distingue aqueles que são considerados os melhores restaurantes da Península Ibérica, decorre habitualmente em novembro e a deste ano estava marcada para dia 30, mas a Michelin anunciou hoje o seu adiamento para 14 de dezembro.

Em comunicado, a organização explica que a data da revelação foi adiada “para coincidir com a semana do lançamento no mercado da publicação, que foi atrasado devido ao impacto que o confinamento teve sobre o trabalho de campo dos inspetores”.

Também pela primeira vez desde que começou a ser realizada, em 2009, a Gala do Guia Michelin será totalmente digital, sendo transmitida em direto a partir da Real Casa de Correos, na Porta do Sol, Madrid, desde as 20:00 locais, 19:00 em Lisboa.

“Todo o mundo estará convidado a viver a emoção da gala. (…) Um momento para prestar um reconhecimento coletivo a um setor, o gastronómico, e a uma cidade, Madrid, que, hoje mais do que nunca, necessitam do nosso apoio”, refere a Michelin, no comunicado.

Antes, a organização promove a “viagem até às Estrelas”, transmitindo, a partir de dia 16 de novembro, cinco episódios, numa nova plataforma de conteúdos (galaguia.michelin.pt), sobre os ‘chefs’ e a cidade de Madrid “como destino gastronómico de exceção”, a história de como “um fabricante de pneus se tornou numa referência gastronómica a nível mundial”, e ainda um debate dedicado ao presente e futuro da gastronomia, em que estarão presentes os ‘chefs’ dos 11 restaurantes com três estrelas Michelin do Guia de Espanha e Portugal 2020.

Durante a emissão da gala, “os seis ‘chefs’ mais representativos de Madrid — David Muñoz, Ramón Freixa, Diego Guerrero, Paco Roncero, Mario Sandoval e Óscar Velasco –, terão um protagonismo especial”.

A diretora de comunicação e marcas da Michelin, Mónica Rius, destacou o trabalho dos inspetores: “José Vallés e a sua equipa de inspetores foram capazes de assegurar a seleção de 2021 em circunstâncias tão adversas como as deste ano”.

“Foi um trabalho de campo sem precedentes, com o objetivo único de não faltar ao nosso encontro anual com os nossos leitores, e de apoiar um setor estratégico tão castigado pela pandemia”, afirmou, citada no comunicado.

“Queremos que esta gala represente também uma homenagem a todo o setor hoteleiro de Madrid e do nosso país, num ano especialmente difícil para uma das indústrias de que nos sentimos mais orgulhosos, e que é exemplo de qualidade e bem fazer a todos os níveis”, disse, por seu turno, a conselheira de Turismo da Comunidade de Madrid, Marta Rivera de la Cruz.

Na edição de 2020, Portugal conta com sete restaurantes com duas estrelas (‘cozinha excecional, merece o desvio’) e 20 com uma estrela (‘cozinha de grande nível, compensa parar’). O guia ibérico, que este ano celebra 110 anos, continua a não atribuir a classificação máxima (três estrelas, ‘uma cozinha única, justifica a viagem’) a restaurantes portugueses.

JH // MLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS