Angola quer “renovação contínua” do espírito de pertença à CPLP através da cultura

O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente angolano defendeu hoje a aprovação e a “efetivação prática de ações”, sobretudo no domínio da cultura, para o aprofundamento da cooperação e a “renovação contínua” do espírito de pertença à CPLP.

Angola quer

Angola quer “renovação contínua” do espírito de pertença à CPLP através da cultura

O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente angolano defendeu hoje a aprovação e a “efetivação prática de ações”, sobretudo no domínio da cultura, para o aprofundamento da cooperação e a “renovação contínua” do espírito de pertença à CPLP.

Filipe Zau, que falava hoje na abertura da 12ª Reunião dos Ministros da Cultura da CPLP, que decorre em Luanda, defendeu a necessidade de renovar continuamente o espírito de pertença à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

“Cada vez mais, teremos de saber quem somos, na comunidade em que estamos”, sustentou.

“É necessário pôr em diálogo permanente os diferentes olhares da nossa memória comum, pois dificilmente se avança para os objetivos preconizados, sem que, primeiro, possamos olhar, sem receios e sem desconfianças, para o retrovisor do tempo”, afirmou o governante angolano.

Filipe Zau considerou a cultura como a “placa giratória capaz de evidenciar o desejo de fraternidade que queremos que os nossos Estados e povos assumam”.

O desejo de fraternidade deve ser assumido, “ultrapassando os discursos políticos de circunstância, muitas vezes banalizados pela simples retórica, sem que, posteriormente, se operacionalizem os primados propósitos da nossa organização”.

A cultura na CPLP e suas vertentes identitárias são os eixos desta reunião.

Para o ministro angolano, os documentos em reflexão no encontro “são excelentes instrumentos para a efetivação dos propósitos definidos pela CPLP, uma organização que olha para a história e a cultura como meios de apoio ao desenvolvimento”.

Angola lidera, desde julho de 2021, a presidência rotativa da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e Luanda é desde 29 de abril até 05 de maio de 2022 “Capital da Cultura da CPLP 2022”.

Diversas atividades no domínio cultural decorrem em Luanda, nomeadamente ações de natureza artístico-cultural, histórico-científica e turística para assinalar o evento “Luanda Capital da Cultura da CPLP 2022”, como recordou Filipe Zau.

O secretário-executivo da CPLP disse, no seu discurso de abertura, que a reunião constitui uma “excelente oportunidade para o reforço das relações de amizade existentes entre os Estados-membros e para a consolidação dos laços históricos e culturais que nos unem”.

Zacarias da Costa considerou igualmente a ocasião como “momento oportuno” para avaliar o grau de implementação do Plano de Ação de Cooperação Cultural Multilateral da CPLP desenvolvido no período entre 2004 e 2020.

“E assegurar a continuidade das nossas atividades mediante a aprovação do próximo documento estratégico para 2022-2026 e dos respetivos planos de ação”, salientou.

DYAS // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS