Angola com mais 236 casos do novo coronavírus e cinco óbitos aproxima-se das 300 mortes

As autoridades de saúde angolanas reportaram 236 novos casos de covid-19 e mais cinco mortes, totalizando 296 óbitos associados à doença.

Angola com mais 236 casos do novo coronavírus e cinco óbitos aproxima-se das 300 mortes

Angola com mais 236 casos do novo coronavírus e cinco óbitos aproxima-se das 300 mortes

As autoridades de saúde angolanas reportaram 236 novos casos de covid-19 e mais cinco mortes, totalizando 296 óbitos associados à doença.

Nas últimas 24 horas, foram notificadas cinco mortes por covid-19, quatro homens e uma mulher, de 47, 55, 61, 83 e 87 anos.

Das novas infeções, 111 foram registadas em Luanda, 45 em Benguela, 27 no Namibe, 22 no Zaire, 12 no Uíje, sete em Cabinda, quatro em Malanje e no Cunene, dois na Huíla, um no Huambo e outro no Cuando Cubango, indicou o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

As idades dos novos casos variam entre 5 meses e 83 anos.

Foram também consideradas recuperadas da doença 36 pessoas.

Angola contabiliza 11.813 casos positivos até à data, 296 óbitos, 5.266 dados como recuperados e 6.251 ativos.

Quanto às amostras, foram analisadas 2.429 com o acumulado a chegar aos 166.755 testes.

Franco Mufinda alertou para o crescente número de casos e óbitos, também ao nível das províncias fora de Luanda, pedindo um redobrar de esforços ao nível da divulgação de informações juntos das comunidades.

O secretário de Estado destacou ainda que o mês de outubro teve mais de metade de todos os casos notificados até ao dia 31, sublinhando a necessidade de acatamento das medidas de prevenção, nomeadamente uso de máscara e evitar ajuntamentos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos em mais de 47,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, há 43.612 mortos confirmados em mais de 1,8 milhões de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

RCR // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS