Angela Merkel volta a tremer em cerimónia oficial

A chanceler alemã voltou a apresentar tremores nas mãos e pernas, durante uma cerimónia oficial realizada hoje de manhã, nove dias depois de um episódio semelhante.

Angela Merkel volta a tremer em cerimónia oficial

Angela Merkel volta a tremer em cerimónia oficial

A chanceler alemã voltou a apresentar tremores nas mãos e pernas, durante uma cerimónia oficial realizada hoje de manhã, nove dias depois de um episódio semelhante.

A chanceler alemã, Angela Merkel, voltou a apresentar tremores nas mãos e pernas, durante uma cerimónia oficial realizada esta quinta-feira, 27 de junho, de manhã, incidente que aconteceu nove dias depois de um episódio semelhante, explicado na altura com uma desidratação.

Merkel estava na sede da presidência alemã para assistir à cerimónia de saída do cargo da ex-ministra da Justiça Katharina Barley, que irá para Bruxelas, e tomada de posse da sua sucessora, Christine Lambrecht. Nas imagens divulgadas pelas televisões alemãs, é possível ver a chanceler alemã, que cumpre 65 anos a 17 de julho próximo, a tentar conter os tremores e a rejeitar um copo de água oferecido por um assistente.

O episódio, que desta vez durou cerca de dois minutos, aconteceu num momento em que a chanceler está ao lado do Presidente federal Frank-Walter Steinmeier e mostra Angela Merkel a cruzar os braços várias vezes para tentar controlar os tremores. O tremor parou, no entanto, quando a chanceler pôde dar alguns passos.

Angela Merkel desvaloriza especulações sobre o seu estado de saúde

Na semana passada, Angela Merkel tentou desvalorizar as especulações sobre o seu estado de saúde depois de um episódio semelhante ao desta manhã, quando foi vista a tentar controlar um tremor das mãos e pernas numa receção do Presidente da Ucrânia, Volodímir Zelenski, em Berlim.

As imagens da chanceler debaixo do Sol, com sinais de debilidade física e apertando repetidamente as mãos para tentar acalmar o tremor duraram cerca de meio minuto, enquanto tocava o hino alemão, mas converteram-se rapidamente em objeto de comentários de todos os meios de comunicação alemães.

«Estou bem, bebi pelo menos três copos de água, que parece que me estavam a fazer falta, e agora sinto-me de novo bem», disse mais tarde a chanceler, atribuindo os tremores durante a cerimónia com Zelenski a um problema de desidratação. A cerimónia conjunta com o Presidente ucraniano aconteceu ao ar livre, no pátio da chancelaria, mas hoje, a tomada de posse foi feita no interior do palácio de Bellevue.

Chanceler parte para o Japão

Angela Merkel deverá partir para o Japão daqui a algumas horas, para assistir ao encontro do G20 que se realiza em Osaca. «Não há qualquer anulação de reuniões para hoje e amanhã [sexta-feira], a chanceler está bem e vai apanhar o avião para Osaca como previsto», indicou a chancelaria à agência de notícias francesa AFP.

Angela Merkel já tinha ficado doente em 2014, quando sofreu uma baixa de tensão durante uma entrevista que obrigou a suspender o trabalho durante alguns minutos. Na altura, o episódio também foi explicado com uma desidratação. À frente de uma coligação frágil, Merkel, que está no poder na Alemanha desde 2005, prevê retirar-se da política no final do seu mandato, o mais tardar em 2021.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para quinta-feira, 27 de junho
Bombistas fazem-se explodir junto a embaixada na Tunísia

 

Impala Instagram


RELACIONADOS