Amélia Muge e Marc Ribot atuam em ciclo de jazz nas Aldeias do Xisto

A edição deste ano do XJazz- Encontros do Jazz das Aldeias do Xisto, que arrancou com um concerto de Salvador Sobral, conta com atuações do guitarrista Marc Ribot e da cantora Amélia Muge, foi hoje anunciado.

Amélia Muge e Marc Ribot atuam em ciclo de jazz nas Aldeias do Xisto

Amélia Muge e Marc Ribot atuam em ciclo de jazz nas Aldeias do Xisto

A edição deste ano do XJazz- Encontros do Jazz das Aldeias do Xisto, que arrancou com um concerto de Salvador Sobral, conta com atuações do guitarrista Marc Ribot e da cantora Amélia Muge, foi hoje anunciado.

A 02 de julho, a Aldeia das Dez, em Oliveira do Hospital, recebe um concerto de Marc Ribot, músico americano cujas performances “são eventos imprevisíveis que podem ser baseados na música contida nos [seus seis] álbuns, mas que não raras vezes são baseados na improvisação ou em que temas que lhe são segredados por extraterrestres”, afirmou a organização, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

O Vértice Trio atua no fim de semana seguinte, a 08 de julho, em Janeiro de Cima, no concelho do Fundão, apresentado o seu disco de estreia “A Longa Marcha”.

A 16 de julho, será a vez do duo de brasileiros radicados em Coimbra Pedro & Mel tocarem na aldeia da Cerdeira, na Lousã, tendo no repertório o seu primeiro álbum de originais, lançado recentemente e que conta com arranjos de Sérgio Costa (Belle Chase Hotel e Quarteto Tati).

A finalizar o programa estará a cantora e criadora Amélia Muge, que vai atuar em Sobral de São Miguel, no concelho da Covilhã, a 30 de julho, data que será também de inauguração da Loja Aldeias do Xisto daquela localidade.

Amélica Muge, salienta a organização,”viaja até às raízes da música tradicional, passando pelos desafios de fusão multicultural e pelas linguagens mais contemporâneas”, tendo o álbum “Amélias” como base para o concerto.

O ciclo, que arrancou em 2012, propõem-se a levar concertos de jazz às Aldeias do Xisto, “cruzando a identidade cultural, as paisagens e as artes sonoras”.

A organização realça que, para além dos espetáculos do XJazz, haverá também neste verão várias outras propostas para aquele conjunto de aldeias da região Centro, como um festival de danças do mundo em Janeiro de Cima, a iniciativa “De Mestres e Chefs”, na Cerdeira, assim como caminhadas, atividades desportivas ou residências artísticas.

JGA // JEF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS