Alemanha não punirá celebrações de golos sem distanciamento social

As comemorações de golos que desrespeitem o imperativo sanitário de distanciamento social não vão ser sancionadas na Alemanha, disse hoje um porta-voz da liga, após o abraço de dois futebolistas do Hertha Berlim no regresso do campeonato.

Alemanha não punirá celebrações de golos sem distanciamento social

Alemanha não punirá celebrações de golos sem distanciamento social

As comemorações de golos que desrespeitem o imperativo sanitário de distanciamento social não vão ser sancionadas na Alemanha, disse hoje um porta-voz da liga, após o abraço de dois futebolistas do Hertha Berlim no regresso do campeonato.

“Para as comemorações, apenas foram dados conselhos, pelo que não pode haver sanções”, disse o responsável, após as cinco primeiras partidas que marcaram o retorno da competição, à 26.ª jornada, depois da interrupção forçada pela covid-19.

A forma de celebrar um golo “não faz parte” do protocolo médico da organização implementada pela liga germânica para permitir o retorno do campeonato, o primeiro a recomeçar na Europa apesar da pandemia do novo coronavírus.

Hoje, foi possível ver celebrações distintas como felicitar batendo os cotovelos ou o belga Dedryck Boyata a beijar o rosto do companheiro Marko Grujic do Hertha Berlim após o primeiro golo contra o Hoffenheim, contudo, a maioria dos futebolistas respeitou as indicações.

“Espero que as pessoas entendam. Evitar (celebrar) é apenas uma indicação. Testamos seis vezes negativo para o coronavírus, a última vez na sexta-feira. As emoções também fazem parte do jogo, caso contrário não temos necessidade de competir”, argumentou o treinador do Hertha, Bruno Labbadia.

A liga alemã apresentou um documento de 51 páginas que convenceu as autoridades, as regiões e o governo federal a reatar o futebol, à porta fechada.

Nesse dossier, estava especificado que deveriam ser evitados contactos com as mãos para comemorar os golos, aconselhando que se privilegiasse “toques com o cotovelo ou o pé”.

Devido à pandemia de covid-19, alguns campeonatos de futebol, como França, Países Baixos e Bélgica, foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição com fortes restrições, como sucede com Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho.

O futebol na Alemanha tem sido encarado como um ‘balão de ensaio’ na retoma das competições e quando a pandemia do novo coronavírus ainda atinge países por todo o mundo.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 307 mil mortos e infetou mais de 4,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,6 milhões de doentes foram considerados curados.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS