Prazo das receitas das vacinas da gripe alargado até final do ano

As receitas médicas que apenas incluam vacinas contra a gripe, para a época gripal 2022-2023, emitidas a partir de julho são válidas até final do ano.

Prazo das receitas das vacinas da gripe alargado até final do ano

Prazo das receitas das vacinas da gripe alargado até final do ano

As receitas médicas que apenas incluam vacinas contra a gripe, para a época gripal 2022-2023, emitidas a partir de julho são válidas até final do ano.

Alargado até final do ano prazo das receitas das vacinas da gripe. No despacho, assinado pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, explica que o decreto-lei de 2020 que estabelece o sistema de pagamento às farmácias da comparticipação do Estado no preço de venda ao público dos medicamentos já admitia que o prazo de validade destas receitas fosse alargado “em caso devidamente justificados”.

Para ler depois
Covid-19: Farmácias recomendam continuação de uso de máscara em casos específicos

A Associação Nacional das Farmácias (ANF) recomenda a continuação do uso de máscara ou viseira nas farmácias, para prevenir a covid-19, em situações específicas e de mais vulnerabilidade (… continue a ler aqu

“Nas épocas gripais anteriores, o prazo de validade das receitas médicas foi dilatado, com fundamento na possibilidade de existirem constrangimentos no funcionamento dos serviços de saúde, uma vez que a vacinação contra a gripe, em cada época gripal, implica a prescrição de um elevado número de receitas num período de tempo limitado”, explica o decreto, acrescentando que este dilatar de prazo permite a “prescrição antecipada daquela vacina”. Esta situação abrange apenas as receitas médicas nas quais sejam prescritas exclusivamente vacinas contra a gripe, para a época gripal de 2022-2023, emitidas a partir do passado dia 01 de julho.

Na quinta-feira, o Governo anunciou que a vacinação contra a covid-19 e a gripe sazonal deverá arrancar no dia 05 de setembro. Segundo explicou a ministra da Saúde aos jornalistas, no final do Conselho de Ministros, “aquilo que se mantém como planeamento do Ministério da Saúde é o início da campanha de vacinação combinada entre covid-19 (reforço sazonal) e gripe sazonal na semana que se inicia a 05 de setembro.

Marta Temido remeteu para o dia 02 de setembro a apresentação da estratégia de reforço de vacinação contra a covid-19 e a gripe sazonal. Na mesma altura, a Direção-Geral de Saúde e o Ministério vão também apresentar as linhas orientadoras para a covid-19 e outras infeções respiratórias durante o período de outono e inverno.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS