Al Gore acusa britânicos de “cobardia” por impedirem novo referendo sobre ‘Brexit’

O ex-vice-Presidente dos Estados Unidos e Prémio Nobel, Al Gore, afirmou hoje que “os políticos do Reino Unido são cobardes” por “não permitirem um segundo referendo” relativo ao ‘Brexit’, reavaliando a saída da União Europeia (UE).

Al Gore acusa britânicos de

Al Gore acusa britânicos de “cobardia” por impedirem novo referendo sobre ‘Brexit’

O ex-vice-Presidente dos Estados Unidos e Prémio Nobel, Al Gore, afirmou hoje que “os políticos do Reino Unido são cobardes” por “não permitirem um segundo referendo” relativo ao ‘Brexit’, reavaliando a saída da União Europeia (UE).

“Um dos posters mais poderosos da campanha a favor do ‘Brexit’ foi um que mostrava uma fila interminável de refugiados, a dizer: «A UE falhou». Não quero entrar na questão, mas como político, vou dizer que penso que os políticos do Reino Unido são cobardes por não permitirem um segundo referendo”, afirmou Al Gore, numa conferência da Climate Change Leadership, que termina hoje na Alfândega do Porto, em Portugal.

De acordo com o ex-governante, que falava sobre as mudanças climáticas e os seus impactos na criação de migrantes e refugiados, “os britânicos estão fartos desta insanidade” relativa ao ‘Brexit’.

“Mas tenho problemas suficientes no meu país, com o louco Trump [Presidente dos EUA]”, afirmou, sem se referir mais ao caso britânico.

O Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE) vai ser votado na terça-feira, 12 de março, confirmou hoje a ministra para os Assuntos Parlamentares britânica, Andrea Leadsom, acrescentando que, no caso “lamentável” de o Acordo ser chumbado por uma segunda vez, o Governo fará uma declaração ainda naquele dia.

Numa primeira votação no parlamento britânico, a 15 de janeiro, o Acordo de Saída foi rejeitado por 432 votos contra e 202 a favor, uma margem de 230 votos, incluindo 118 de deputados do partido do governo, o partido Conservador.

ACG (BM) // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS