Água, eletricidade, saúde e educação são infraestruturas prioritárias em Timor-Leste

Projetos de infraestruturas nos setores de água, eletricidade, saúde e educação, entre outros, são os prioritários para Timor-Leste em 2021 e 2022, segundo as linhas gerais definidas hoje num encontro presidido pelo chefe do Governo, Taur Matan Ruak.

Água, eletricidade, saúde e educação são infraestruturas prioritárias em Timor-Leste

Água, eletricidade, saúde e educação são infraestruturas prioritárias em Timor-Leste

Projetos de infraestruturas nos setores de água, eletricidade, saúde e educação, entre outros, são os prioritários para Timor-Leste em 2021 e 2022, segundo as linhas gerais definidas hoje num encontro presidido pelo chefe do Governo, Taur Matan Ruak.

Segundo informou o gabinete do primeiro-ministro, a lista de setores prioritários para projetos de infraestruturas inclui ainda agricultura e habitação comunitária, bem como a conclusão de projetos que já estão em curso.

Projetos que, na opinião do primeiro-ministro, devem ter como objetivo “a oportunidade de criação de campo de trabalho para timorenses e o fomento do crescimento económico nacional”.

Taur Matan Ruak, informou o seu gabinete, reuniu-se hoje com vários membros do Governo, incluindo o vice-primeiro-ministro e ministro do Plano e Ordenamento, José Reis, para analisar e definir “o programa de prioridades na área de infraestruturas nos anos fiscais de 2021 e 2022”.

O encontro, que decorreu no Palácio do Governo, contou ainda com a presença do ministro das Obras Públicas, Salvador Soares, do ministro dos Transportes e Comunicação, José Agustinho e da Presidência do Conselho de Ministros, Fidelis Magalhães.

O chefe do Governo recomendou a criação de uma ‘task force’ para cada uma das áreas prioritárias, a quem caberá definir o processo de implementação rápida, integrada e controlada, procurando minimizar a burocracia institucional.

Taur Matan Ruak orientou José Reis a que entre as prioridades sejam definidos os projetos “mais urgentes”, especialmente para “contribuir para o crescimento económico”.

O Governo timorense está no processo de preparação do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2020 — o país está em duodécimos desde 01 de janeiro — que espera apresentar ao parlamento no arranque da próxima sessão legislativa, em setembro.

 

ASP // SB 

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS