É oficial: Acabaram-se os animais no circo em Portugal

É oficial: Acabaram-se os animais no circo em Portugal

Depois da decisão ter sido aprovada pela maioria dos partidos em outubro, esta segunda-feira tornou-se oficial que é proibido o uso de animais selvagens no circo

A profissão de domador de leões em Portugal já  não existe. A partir desta segunda-feira, dia 11 de fevereiro torna-se proibido o uso de animais selvagens no circo. A decisão foi aprovada pela maioria dos partidos (PS, PSD, BE, PEV e PAN) em outubro de 2018, mas só agora é que Marcelo Rebelo de Sousa promulgou o diploma.

«O Presidente da República promulgou o diploma da Assembleia da República que reforça a proteção dos animais utilizados em circos, nomeadamente quanto à sua detenção, e determina o fim da utilização de animais selvagens», pode ler-se na nota divulgada no site da presidência.

A legislação abrange macacos, elefantes, tigres, leões, ursos, focas, crocodilos, pinguins, hipopótamos, rinocerontes, serpentes e avestruzes

Várias companhias de circo tem mostrado o seu desagrado com a nova lei, afirmando que o uso dos animais em espectáculos do circo promove a preservação da biodiversidade. Os proprietários ainda apontam para o facto de haver animais em cativeiro noutros recintos, cujo o uso para espectáculos não é ilegal, como por exemplo no Jardim Zoológico.

LEIA MAIS 

17 mortos em incêndio num hotel. Mulher e criança atiraram-se de janela

Corpo de jovem encontrado numa mala à beira da estrada

Amigo de Zé do Pipo desmente teoria de fuga para o Brasil

Previsão do tempo para quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS