56.ª edição da ModaLisboa em março vai ser “exclusivamente digital”

A 56.ª edição da ModaLisboa, que decorre entre 10 e 14 de março, vai ser “exclusivamente digital” e, à semelhança da anterior, não terá estação associada, anunciou hoje a organização.

56.ª edição da ModaLisboa em março vai ser

56.ª edição da ModaLisboa em março vai ser “exclusivamente digital”

A 56.ª edição da ModaLisboa, que decorre entre 10 e 14 de março, vai ser “exclusivamente digital” e, à semelhança da anterior, não terá estação associada, anunciou hoje a organização.

“Estamos a trabalhar numa semana de Moda com uma identidade indelével, transmitida em multiformato, nas nossas plataformas renovadas: o ‘site’, a ‘app mobile’ e a ‘app’ TV para clientes Meo”, refere a Associação ModaLisboa num comunicado hoje divulgado, no qual anuncia que a próxima edição, “Comunidade”, “será exclusivamente digital”.

Além disso, porque se vive “num tempo sem tempo”, à semelhança da edição anterior, a organização volta “a não impor estação e a ser morada de liberdade”.

“Temos uma responsabilidade com a missão com que nos comprometemos há 30 anos, mas temos também uma pesada responsabilidade social, imposta pelo hoje: por isso mesmo, a ModaLisboa ‘Comunidade’ será exclusivamente digital. Continuaremos a ser o palco da cultura e de quem a faz, com todas as normas de segurança asseguradas, e com toda a vontade que nos une”, lê-se no comunicado.

A primeira edição da ModaLisboa aconteceu em abril de 1991 no Teatro São Luiz. Nessa altura, 13 criadores apresentaram coleções para o inverno de 1991/92.

Ao longo destes 30 anos, o evento realizou-se mos mais variados espaços da capital, do Mercado da Ribeira ao Pátio da Galé, passando pelo Pavilhão Carlos Lopes, a Estufa Fria ou o Museu da Cidade, e chegou a realizar-se em Cascais e, no mesmo concelho, no Estoril.

A edição mais recente da ModaLisboa, a 55.ª, decorreu em outubro, já adaptada à realidade imposta pela pandemia da covid-19: as atividades decorreram todas ao ar livre, no Parque Eduardo VII e com assistência muito reduzida, os bastidores tornaram-se mais amplos e houve uma forte presença digital.

No entanto, já em março do ano passado, a ModaLisboa tinha sido pensada “com uma carga de protocolo de saúde muito grande em cima”, como disse na altura à agência Lusa a diretora da iniciativa, Eduarda Abbondanza.

A 54.ª edição da ModaLisboa decorreu no início de março de 2020, quando já tinham sido confirmados os dois primeiros casos de infeção pelo novo coronavírus em Portugal e poucos dias antes de ser decretado o estado de emergência devido à pandemia da covid-19.

Nas antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento, no Campo de Santa Clara, a organização criou uma sala de isolamento e foram espalhados pelo recinto vários frascos de ‘álcool gel’.

A ModaLisboa é organizada pela Associação ModaLisboa em pareceria com a Câmara Municipal de Lisboa.

JRS // TDI

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS