52.ª ModaLisboa termina este domingo com Nuno Gama, Gonçalo Peixoto e Dino Alves

52.ª ModaLisboa termina este domingo com Nuno Gama, Gonçalo Peixoto e Dino Alves

A 52.ª edição da ModaLisboa, a decorrer no Pavilhão Carlos Lopes, termina hoje com a apresentação das coleções para o próximo outono/inverno de, entre outros, Nuno Gama, Gonçalo Peixoto, Olga Noronha, Aleksandar Protic e Dino Alves.

A coleção “Mutantes”, de Nuno Gama, inaugura hoje a passerelle do Pavilhão Carlos Lopes. Depois, serão apresentadas as coleções de três novos talentos da plataforma LAB: Andrew Coimbra, Gonçalo Peixoto e Olga Noronha.

A coleção do luso-canadiano Andrew Coimbra, “sobre vestir-se sério, mas não se levar a sério”, mantém “um tom de ‘streetwear'”, e tem alguma nostalgia, com o designer de moda a explorar materiais básicos da sua infância, como o veludo cotelê.

A criação da coleção de Gonçalo Peixoto partiu de “o que as mulheres querem, os seus desejos, o que pensam sobre o mundo moderno e como veem a feminilidade moderna”.

Olga Noronha mostrará “Flourish”, uma coleção na qual “o Ego invisível é desvendado pela dança que poeticamente das cinzas faz brotar flores”.

Pela passerelle da ModaLisboa passarão ainda hoje Nycole, cuja coleção “tem como ponto de partida o álbum de techno/minimal intitulado de ‘Persona’ do DJ Rival Consoles”; Ricardo Andrez, com uma coleção “atenta ao pensamento público e à forma como a moda está a evoluir ou até mesmo a criticar-se”, e Aleksandar Protic, com peças nas quais explora “a ideia de liberdade” que encontrou “no documentário ‘Cobra gypsies”, que retrata a vida de uma tribo indiana”.

A 52.ª edição da ModaLisboa encerra com Dino Alves e uma coleção que “reage ao preconceito, reage à destruição do planeta, reage à desigualdade social, reage à liberdade de expressão, reage à doentia ditadura da beleza, reage à injustiça, reage à desumanização das relações”, uma coleção que “é um manifesto à má índole”.

Os desfiles são acessíveis apenas por convite, mas, à semelhança de edições anteriores, haverá nas imediações do Pavilhão Carlos Lopes várias atividades abertas ao público, como uma loja temporária, exposições, oficinas, ‘masterclasses’ (nas áreas da Sustentabilidade, Comunicação de Moda e Alfaiataria) e um ateliê ao vivo, “onde diversos intervenientes oriundos de múltiplas disciplinas serão convidados a customizar uma peça de roupa”.

Os horários e outras informações sobre as atividades podem ser consultados em www.modalisboa.pt.

JRS // JH

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

52.ª ModaLisboa termina este domingo com Nuno Gama, Gonçalo Peixoto e Dino Alves

A 52.ª edição da ModaLisboa, a decorrer no Pavilhão Carlos Lopes, termina hoje com a apresentação das coleções para o próximo outono/inverno de, entre outros, Nuno Gama, Gonçalo Peixoto, Olga Noronha, Aleksandar Protic e Dino Alves.