Ataque causa três mortos e um ferido no norte de Moçambique

Homens armados mataram três pessoas e feriram uma outra na quinta-feira na aldeia de Milamba, distrito de Macomia, província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, disseram hoje à Lusa fontes locais.

Ataque causa três mortos e um ferido no norte de Moçambique

Ataque causa três mortos e um ferido no norte de Moçambique

Homens armados mataram três pessoas e feriram uma outra na quinta-feira na aldeia de Milamba, distrito de Macomia, província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, disseram hoje à Lusa fontes locais.

O grupo, munido de armas de fogo e catanas, queimou ainda 70 casas, antes de abandonar o local do ataque, que ocorreu de noite na referida aldeia, localizada no Posto Administrativo de Quiterajo.

Quiterajo já foi alvo de várias investidas de grupos armados no contexto da violência que assola distritos do norte da província de Cabo Delgado.

As Forças de Defesa e Segurança chegaram à aldeia atacada, algumas horas depois de os homens armados se terem retirado do local, referiram as mesmas fontes.

Na quarta-feira, homens armados mataram um homem a tiro e feriram outro na noite de quarta-feira na aldeia de Mwangaza, distrito de Mocímboa da Praia, também na região norte.

Os atacantes, munidos de armas de fogo e catanas, incendiaram cinco casas durante a ação, abandonando depois a aldeia, relataram as mesmas fontes.

A aldeia atacada na quarta-feira situa-se a cerca de 25 quilómetros da vila-sede do distrito de Mocímboa da Praia, um dos quatro da província de Cabo Delgado, que têm sido assolados por ações de grupos armados desde outubro do ano passado.

Dezenas de pessoas morreram na sequência dos ataques, que provocaram o deslocamento de populações das suas aldeias.

Mais de 100 pessoas estão a ser julgadas em Cabo Delgado na sequência dos ataques, que atingem áreas próximas dos campos de gás que vão conhecer avultados investimentos de multinacionais petrolíferas nos próximos anos.

Na quarta-feira, o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, disse no parlamento que as Forças de Defesa e Segurança estão a “fragilizar” a ação dos “malfeitores” que atuam em Cabo Delgado.

PMA/JYU // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS