Almada. Avô acusado da morte da neta de 18 meses

A mãe da menina tinha saído e pedido ao pai para tomar conta dos netos.

Almada. Avô acusado da morte da neta de 18 meses

Almada. Avô acusado da morte da neta de 18 meses

A mãe da menina tinha saído e pedido ao pai para tomar conta dos netos.

A bebé tinha 18 meses e estava a cargo do avô, em casa, no Feijó, em Almada. De acordo com o COrreio da Manhã, havia ainda mais duas crianças na casa –  dois irmãos da menina, de quatro e dez anos -, que estavam com a menina na sala enquanto o avô estava numa outra divisão. A mãe da menina tinha saído e pedido ao pai para tomar conta dos netos.

Durante a tarde de 29 de abril de 2020, o avô adormeceu e  a menina debruçou-se numa janela da casa, um quarto andar. A menina tentava apanhar o comando da televisão quando caiu desamparada, a mais de oito metros do chão.

Segundo a mesma publicação, a Polícia Judiciária de Setúbal esteve no terreno e o Ministério Público de Almada avançou agora com a acusação pública. O avô da menina foi acusado de de homicídio por negligência. O procurador do MP entende que o homem sabia que “que os menores não poderiam ficar sozinhos numa divisão da casa onde havia uma janela acessível aos mesmos sem quaisquer condições de segurança e sem a vigilância de um adulto”.

A mãe das crianças foi ouvida durante a investigação e a possibilidade de ser constituída arguida também esteve em cima da mesa. Contudo, o facto de ter deixado os filhos entregues ao seu pai tornava a sua condenação praticamente impossível. O irmão mais velho da menina foi também inquirido.

Segundo o Correio da Manhã, o processo segue para o Tribunal de Almada e o arguido pode pedir a abertura de instrução.

LEIA MAIS

Meteorologia: Previsão do tempo para quarta-feira, 10 de fevereiro

 

Impala Instagram


RELACIONADOS