Três fatores que fazem a covid-19 espalhar-se com facilidade

Novo estudo dá a conhecer aqueles que são os três fatores que fazem com que uma pessoa infetada com coronavírus propague o vírus com maior facilidade.

Três fatores que fazem a covid-19 espalhar-se com facilidade

Três fatores que fazem a covid-19 espalhar-se com facilidade

Novo estudo dá a conhecer aqueles que são os três fatores que fazem com que uma pessoa infetada com coronavírus propague o vírus com maior facilidade.

De acordo com a ciência, aqueles que estão infetados com o novo coronavírus não transmitem o vírus da mesma forma. O que significa que aqueles que têm o SARS-CoV-2 não têm a mesma probabilidade de vir a infetar outras pessoas. Agora, um novo trabalho científico vem explicar quais as três coisas que fazem com que alguém transita a covid-19 com uma maior facilidade.

De acordo com a investigação levada a cabo por um grupo de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, dos Hospital Geral de Massachusetts e das universidades de Tulane e de Harvard, nos Estados Unidos da América, existem três fatores que se destacam. O trabalho, publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences, apresenta uma conclusão que ainda não tinha sido mencionada. Idade, obesidade e gravidade da infeção são aquilo que faz com que alguém transmita o vírus de forma mais fácil.

Obesidade é um dos fatores a ter em conta

A equipa chegou a esta conclusão depois de analisar os dados de um estudo observacional. Que contou com a participação de 194 pessoas saudáveis. Bem como de uma experiência realizada com oito macacos, de duas espécies diferentes, com covid-19. Os resultados mostram que os mais velhos, com maior índice de massa corporal e maior gravidade da doença são os que exalam tês vezes mais partículas. Realce ainda para outro facto. É que 18% dos humanos que participaram no estudo foram responsáveis por 80% das partículas que tinham sido exaladas por todo o grupo.

Olhando para um artigo publicado na revista Galileu, a explicação para estes números está na quantidade e tamanho de partículas expelidas. Os macacos produziram mais gotículas à velocidade e que a infeção de covid-19 ia progredindo. Verificando-se um pico uma semana depois de terem contraído o vírus. Com o passar do tempo, as partículas iam diminuindo no tamanho. O que faz com que sejam facilmente expelidas com a respiração, fala e tosse.

Impala Instagram


RELACIONADOS