Testemunho real: «Separei-me três semanas depois da minha filha nascer»

Uma história de vida real de uma mãe que se separou do companheiro três semanas após ter dado à luz a filha

Não! Não sou coitadinha! Eu e o meu namorado separámo-nos apenas três semanas depois da minha filha nascer, mas não sou nenhuma coitadinha.

LEIA MAIS: Mãe pede ajuda: «O meu filho Tiago tem 16 anos e um tumor maligno»

Essa é uma palavra muito usada para quem fica com ‘crianças nos braços’ sozinha(o). Mas isso é errado. Se me custou ver o meu companheiro a sair de casa? Caramba! Custou horrores! Se doeu ficar sozinha com a minha bebé? Claro! Os meus sonhos desmoronaram! Se me passou tudo de mau pela cabeça? Óbvio!

Procurei ajuda psicológica, não só para me ajudar a mim, mas para ajudar, acima de tudo, a minha filha. Ela não tinha culpa dos erros e das decisões dos Pais. E eu tinha de estar apta a educá-la e a cuidar dela da melhor maneira possível.

LEIA O ARTIGO NA ÍNTEGRA AQUI.

VEJA AINDA: A carta de um filho para a mãe que sofreu de cancro da mama

Fotos: D.R. 

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Testemunho real: «Separei-me três semanas depois da minha filha nascer»

Uma história de vida real de uma mãe que se separou do companheiro três semanas após ter dado à luz a filha