Ritual tântrico. Tudo o que pode fazer pela sua relação

A rotina é cada vez mais corrida e recheada de tarefas e por isso, mesmo quando existe um intenso sentimento, casais podem perder-se um do outro por uma simples questão de desalinhamento de sintonia.

Ritual tântrico. Tudo o que pode fazer pela sua relação

Ritual tântrico. Tudo o que pode fazer pela sua relação

A rotina é cada vez mais corrida e recheada de tarefas e por isso, mesmo quando existe um intenso sentimento, casais podem perder-se um do outro por uma simples questão de desalinhamento de sintonia.

A rotina é cada vez mais corrida e recheada de tarefas e por isso, mesmo quando existe um intenso sentimento, casais podem perder-se um do outro por uma simples questão de  desalinhamento de sintonia. Para contornar isso, o ritual tântrico procura restabelecer a união por meio da leveza, subtileza e cuidado um com o outro.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para segunda-feira, 21 de outubro

Carol Teixeira, escritora, filosofa e mestra tantra explica em que pontos o ritual difere de terapias ou qualquer outra estratégia de restabelecimento da união entre homens e mulheres pois procura sensibilizar o casal um para o outro. «É uma reconexão intensa dos dois que passam a experimentar novas formas de conexão, sensações e prazeres à níveis energéticos, emocionais e espirituais», define.

Ritual tântrico é baseado na suavidade

De acordo com a mestra, o ritual tântrico é baseado na suavidade de forma a que o casal se possa libertar de amarras sociais que lhe ditam papéis e os colocam em estado de aceleração. «Todo o trabalho é realizado no sentido de empoderar homens e mulheres para que a relação comece a fluir de maneira mais subtil e o ritual tântrico procurar devolver a vulnerabilidade e atingir a sensibilidade de um para como o outro», explica.

Uma das primeiras reflexões propostas pelo ritual tântrico é olhar nos olhos: um gesto simples, mas que devido aos papéis sociais citados por Carol, passam despercebidos. «O casal passa a se redescobrir no âmbito da subtileza e isso vai agregar no âmbito da potencialização do amor e consequentemente na sexualidade. Muitos dos casais que atendo emocionam-se nessa hora, justamente porque percebem quanto tempo passaram sem olhar um para o outro, sem se perceber, pois o olhar diz muito», aponta.

«Após se olharem nos olhos por muito tempo, o casal começa a despir-se emocionalmente»

O ritual tântrico procura ainda desacelerar o casal e levá-los a um estado de catarse que é atingido por meio da meditação. «A meditação tântrica convida o homem e a mulher a reviver emoções passadas, que por muitas vezes, podem ter gerado bloqueios no corpo, que impactam o relacionamento e a mente. Após identificar, reviver e se deixar ser vulnerável, é possível reprogramar a mente e o corpo para a sutileza, para o tempo do corpo, que é lento», explica.

Ao contrário do senso comum, é apenas após a sensibilização do casal que entram os toques específicos do tantra. «Após se olharem nos olhos por muito tempo, o casal começa a despir-se emocionalmente, o que os leva a um estado de elevação da conexão, que se torna mais profunda. A partir disso, é hora experimentar toque mais densos que vão atingir partes específicas de energia, amplificando as sensações percebidas pelo corpo».

LEIA MAIS

Equipa aguarda que nível de água baixe para resgatar espeleólogos portugueses

Oceana Basílio e José Fidalgo passam fim-de-semana romântico no Algarve

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS