Sugestões de snacks rápidos e saudáveis para as crianças levarem para a escola

A nutricionista Patrícia da Costa Moura explica quais os snacks rápidos e saudáveis ideais para as crianças levarem para a escola – e ideais para pais que têm pouco tempo!

Sugestões de snacks rápidos e saudáveis para as crianças levarem para a escola

Sugestões de snacks rápidos e saudáveis para as crianças levarem para a escola

A nutricionista Patrícia da Costa Moura explica quais os snacks rápidos e saudáveis ideais para as crianças levarem para a escola – e ideais para pais que têm pouco tempo!

Esta semana fica assinalada com o regresso das crianças às escolas e a falta de tempo dos pais para organizar as refeições dos filhos é uma das maiores problemáticas da correria do início do ano letivo.

Para todos os pais que não têm tempo para preparar refeições saudáveis para os filhos e que se veem «obrigados» a optar por comida processada e snacks rápidos [cheios de sal e açúcar], a nutricionista Patrícia da Costa Moura dá as soluções perfeitas e revela à VIP aquilo que não deve faltar e aquilo que não deve fazer parte de um lanchinho escolar.

O que é que NÃO DEVE FALTAR num lanchinho escolar?

Os cereais e derivados, como a aveia, o pão, os cereais de pequeno-almoço e os bolos/bolachas (caseiros!) fornecem energia para enfrentar um longo dia de aulas e brincadeiras e ainda são fontes de fibra, vitaminas e minerais. Só é preciso ter em atenção os ingredientes, devem ser feitos com farinhas pouco refinadas e sem adição de açúcar. Aqui utilizamos a máxima quanto menos, melhor!

A fruta, fonte de vitaminas, minerais e fibras ajuda no bom desenvolvimento do nosso organismo. Deve ser fresca e da época e consumida ao natural, evitando assim os sumos de frutas.

Os lacticínios como leite, queijos e iogurtes também são sempre uma boa opção, pela sua praticidade e ainda são ricos em proteínas de alto valor biológico. Podem optar por alternativas vegetais, mas atenção à lista de ingredientes.

Os frutos secos são também excelentes pelo seu teor em gordura insaturada, fibra e proteína, conferem bastante saciedade e são ainda fonte de ómega 3, importante na saúde cardio e cerebrovascular. Mas atenção, são bastante calóricos, pelo que o seu consumo deve ser moderado.

Contudo, a estrela de qualquer lancheira saudável é a água. Manter o corpo hidratado ajuda no bom funcionamento do organismo e melhor os níveis de concentração e aprendizagem.

O que é que NÃO DEVE FAZER PARTE de um lanche escolar?

Produtos processados e industrializados, que embora práticos são ricos em açúcar e gorduras saturadas e pobres em nutrientes, e como tal, não devem fazer parte de um lanche escolar.

Alimentos como sumos, bolachas, salgados, bolos de pacote não conferem saciedade, e como tal, pouco tempo depois da refeição a criança terá fome de novo. É importante priorizar alimentos nutritivos e saciantes, visto que é na escola que o seu filho passa grande parte do seu dia na escola.

Texto: Mafalda Mourão com nutricionista Patrícia da Costa Moura [[email protected]]; Foto: D.R.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS