Insónias, bullying e stress: o que as redes sociais provocam nos jovens

Um estudo realizado no Reino Unido revelou as consequências das redes sociais na saúde dos jovens

Insónias, bullying e stress: o que as redes sociais provocam nos jovens

Insónias, bullying e stress: o que as redes sociais provocam nos jovens

Um estudo realizado no Reino Unido revelou as consequências das redes sociais na saúde dos jovens

Um estudo realizado no Reino Unido demonstrou os efeitos das redes sociais na saúde dos jovens. Mas esta é uma investigação que pode ir além fronteiras. Sendo um tema cada vez mais atual, são várias as pesquisas que demonstram as consequências que esta temática traz para os utilizadores.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para quinta-feira, 15 de agosto

Investigação revela que há uma ligação significativa entre o uso das redes sociais e o aparecimento de stress psicológico

Este estudo realizado pela University College London e Imperial College no Reino Unido contou com a participação de 10 mil jovens, entre os 13 e 16 anos, que utilizam redes sociais, como o Facebook, Instagram e Snapchat. A investigação concluiu que há uma ligação «significativa» entre as crianças que usam as redes sociais mais de três vez por dia e aquelas que no futuro revelam sofrer de stress psicológico.

As redes sociais representam 12% dos problemas nos rapazes

Segundo a Sky News, estas consequências são resultado dos efeitos associados a este hábito. Os investigadores frisam que nem todas as pessoas sentem esta problemática da mesma forma. Do grupo analisado, as raparigas revelaram um maior contacto com o cyber-bullying, sofreram mais de insónias e tornaram-se mais sedentárias. As redes sociais representam apenas 12% dos problemas nos rapazes.

«Os nossos resultados sugerem que as redes sociais em si não prejudicam, mas o seu uso frequente pode impossibilitar atividades que têm um impacto positivo na saúde mental como dormir e fazer exercício, enquanto aumenta a exposição dos jovens a conteúdos que podem ser perigosos, particularmente o cyber-bullying», revela Russell Viner, um dos coautores do estudo, numa nota citada pela CNN.

LEIA MAIS
Adolescente holandesa suicida-se com autorização dos pais após anos de depressão
Hipnose pode ser a alternativa para a cura da depressão

Impala Instagram


RELACIONADOS