O que leva as pessoas a comprarem tanto papel higiénico?

Na Austrália, o papel higiénico está a acabar, o que já obrigou a que medidas fossem tomadas nos estabelecimentos, limitando o stock da compra de quatro pacotes por pessoa.

O que leva as pessoas a comprarem tanto papel higiénico?

O que leva as pessoas a comprarem tanto papel higiénico?

Na Austrália, o papel higiénico está a acabar, o que já obrigou a que medidas fossem tomadas nos estabelecimentos, limitando o stock da compra de quatro pacotes por pessoa.

O papel higiénico está esgotado em muitos supermercados. Com a pandemia de coronavírus, a corrida aos alimentos e produtos de higiene tornou-se uma loucura. Os bens de primeira necessidade (e não só) têm voado das prateleiras, e, para além dos alimentos, o papel higiénico tem desaparecido em tempo recorde. Mas sabe porquê? Há várias razões, avança a VIP. 

LEIA DEPOIS Coronavírus. Câmaras suspendem atividades culturais em força

«O papel higiénico simboliza controlo. Usamo-lo para “arrumar” algo, para “limpar”. Lida com uma função corporal que de alguma forma representa um tabu. Quando a população ouve falar do coronavírus, tem receio de perder o controlo. O papel higiénico é para nós uma forma de manter controlo sobre a higiene e a limpeza», explica Niki Edwards, professora na Escola de Saúde Pública e Serviço Social, da Universidade de Tecnologia de Queensland, na Austrália.

Na Austrália, o papel higiénico está a acabar, o que já obrigou a que medidas fossem tomadas nos estabelecimentos, limitando o stock da compra de quatro pacotes por pessoa.

Há uma fator de nojo associado à escassez de papel higiénico

Brian Cook, professor da Universidade de Melbourne, acrescenta: «Para muitas pessoas na sociedade ocidental, há uma fator de nojo associado à escassez de papel higiénico». Contudo, Cook acredita que há ainda uma outra razão: «O papel higiénico é um produto que ocupa bastante espaço de arrumação em nossa casa, portanto é algo que não costumamos ter em grande stock».

Como os pacotes de papel higiénico ocupam muito espaço nas prateleiras, ficam vazias com mais facilidade, devido ao número reduzido de embalagens. O facto de, aparentemente, aquela zona de supermercado estar desocupada, cria a sensação para a população de que não há o produto, o que resulta em compras por impulso.

Nas redes sociais são já milhares as imagens que se tornaram virais, que mostram prateleiras de supermercado vazias. Papel higiénico, álcool, lixívia, enlatados e congelados são os bens mais comprados nos últimos dias. Em Portugal não tem sido diferente.

LEIA MAIS Corrida desenfreada aos supermercados deixa prateleiras vazias

Texto: Joana Dantas Rebelo e Ricardina Batista, Fotos: D.R.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS