O verdadeiro final de Às Cegas, filme da Netflix, é ainda mais assustador

ALERTA: ESTE ARTIGO CONTÉM SPOILERS

O verdadeiro final de Às Cegas, filme da Netflix, é ainda mais assustador

O verdadeiro final de Às Cegas, filme da Netflix, é ainda mais assustador

ALERTA: ESTE ARTIGO CONTÉM SPOILERS

Se há umas semanas andávamos loucos com a estreia de Bandersnatch, o filme de Black Mirror, esse burburinho foi abafado com a chegada de Às Cegas, o filme da Netflix sobre um cenário apocalíptico.

Protagonizado por Sandra Bullock, o filme é baseado no livro de 2014 de Josh Malerman. Na história, uma mãe, Malorie, e os seus dois filhos têm de encontrar um refúgio para poder sobreviver a um espécie de criaturas (que nunca se mostram ao espectador) que provocam suicídios a quem olhar para elas. Quem tem perfil de psicopata não se mata e passa a ter a missão de fazer os outros olhar para as criaturas.

A personagem principal fará a travessia até ao refúgio às cegas, ou seja, com vendas, evitando assim olhar para as criaturas. Passados momentos de verdadeira tensão, Malorie lá consegue chegar ao santuário que é, afinal, uma casa de pessoas cegas. Ou seja, estão livres uma vez que não veem os monstros.

Na verdade, o final escolhido pela realizadora Susanne Bier é bem mais otimista que o verdadeiro, do livro de Malerman. Na história original, chegando ao santuário, Malorie e as crianças percebem que todas as pessoas que lá estão se cegaram de propósito, uma vez que uma das criaturas entrou no santuário.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS