É este o motivo que leva os gatos a gostarem de dormir ao sol

Certamente que já viu gatos a dormirem ao sol, fique a saber qual o motivo que explica esta reação destes animais de estimação.

É este o motivo que leva os gatos a gostarem de dormir ao sol

É este o motivo que leva os gatos a gostarem de dormir ao sol

Certamente que já viu gatos a dormirem ao sol, fique a saber qual o motivo que explica esta reação destes animais de estimação.

Aqueles que têm gatos em casa, estão acostumados a ver os seus animais de estimação deitados, a dormir ao sol. Ou enroscados em cobertores. Quem não vive com estes animais, certamente que já se deparou com os mesmos cenários, em casa de familiares ou amigos. Sendo dono de um gato ou não, a verdade é que poderá dar por si a pensar no motivo desta atitude. Até porque os gatos têm pelo que muitos consideram suficiente para os aquecer.

Descubra por que os gatos adoram dormir no peito dos donos
Desengane-se se acredita que os gatos gostam de dormir em cima do peito dos donos apenas pelo conforto e aconchego (… continue a ler aqui)

Pois bem, existe um motivo que explica este comportamento dos gatos. E que foi partilhado no site The Honest Kitchen. E passa pelo facto de mesmo os climas mais quentes, ou aqueles em que o inverno é ameno, são frios para os gatos. Tudo porque estes animais têm uma temperatura corporal mais alta do que a dos humanos.

Gatos têm pelo que muitos consideram suficiente para os aquecer

Na altura de ir dormir, a temperatura do corpo de um gato desce ainda mais. Sendo um mamífero, acaba por necessitar de uma determinada quantidade de energia para que se mantenham quente e confortáveis enquanto dormem. Pois bem, é aqui que o sol acaba por ser uma ajuda determinante para os gatos.

Donos de gatos têm mais encontros e são considerados mais atraentes

Um estudo realizado na Universidade de Turku, na Finlândia, e citado agora pelo The Sun mostara que mulheres infetadas com um parasita transmitido por gatos tinham 63% mais encontros amorosos. As voluntárias do estudo também eram mais magras do que a generalidade e consideradas mais saudáveis. Segundo a pesquisa, tanto homens como mulheres portadores do Toxoplasma gondii eram vistos como mais atraentes do que os restantes. Os investigares acreditam que o parasita altera o comportamento dos hospedeiros de maneira a aumentar a probabilidade de ser depois transmitido a outras pessoas. Ou seja, ter mais parceiros sexuais aumentará a probabilidade do vírus se propagar.

Os investigadores analisaram 213 adultos, sendo que os infetados eram um terço mais atraentes. Além disso, eram também pelo menos um quinto mais saudáveis do que os que não estavam infetados com o Toxoplasma gondii. Os cientistas perceberam ainda que as mulheres portadoras pesam menos 10% do que as restantes.

Infeção pode interferir com a serotonina e a dopamina

Os especialistas ainda não estar certos de que o fenómeno afeta os humanos, mas sugerem que seja possível a infeção interferir com os genes que controlam a serotonina e a dopamina, podendo também ter impacto do grau de atratividade, aumentando os níveis de testosterona no sexo masculino e reduzindo no feminino. Outra das teorias dos especialistas dá conta da possibilidade dos infetados queimarem mais calorias do que os não infetados. “O parasita pode produzir alterações na aparência e no comportamento do hospedeiro humano, quer como subproduto da infeção, quer como resultado da manipulação do parasita para aumentar a sua propagação em novos hospedeiros”, afirmou o investigador e líder da pesquisa, Javier Borráz-León.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Shutterstock

Impala Instagram


RELACIONADOS